Pesquisa sobre liderança de Roseana contraria a aprovação de Flávio Dino

1
2807

AQUILES EMIR

A assessoria de Comunicação Social do Palácio dos Leões tinha duas notícias para dar ao governador Flávio Dino (PCdoB), nesta quarta-feira (21): uma boa e outra nem tanto. A notícia boa, ainda que com ressalvas, foi levada pelo Instituto Exata, que, na terceira medição sobre o governo de Sua Excelência, constatou uma aprovação de 58% dos entrevistados; a notícia ruim, ou péssima, veio com a divulgação em primeira mão pelo blog do jornalista Diego Emir (www.diegoemir.com), que apresentou os números da pesquisa do Escutec sobre as intenções de voto para a sucessão estadual em 2018, em que Roseana Sarney (PMDB) aparece na liderança, com mais de seis pontos à frente do atual chefe do Executivo.

A pesquisa do Exata, publicada em primeira mão pelo Jornal Pequeno, na edição desta quarta-feira, mas antecipada na noite anterior na versão online, teria sido realizada entre os dias 14 e 17 de junho e foram ouvidas 1.404 pessoas. Pelo que apurou o instituto, 58% dos entrevistados disseram que aprovam o governo de Flávio Dino, enquanto 38% reprovam e 4% não sabem como avaliá-lo. Ainda de acordo com a pesquisa, 59% aprovam Flávio Dino como gestor, que é reprovado por 37%.

De avaliação em avaliação, Flávio Dino perde dois pontos de aprovação

Embora comemorados pelo governador, assessores e aliados, os números do Exata trazem um dado curioso e preocupante: de avaliação em avaliação, a aprovação do governo vai diminuindo dois pontos. Para que se tenha ideia, em janeiro deste ano, o mesmo instituto apurou que 62% dos seus entrevistados aprovavam o governo, em abril esse número baixou para 60 e agora em junho menos 2%.

A continuar nessa tendência, ao fechamento de mais três avaliações bimestrais pode, Flávio Dino, chegar em dezembro no limite da aprovação, ou seja, com 52%, o que é um dado preocupante levando-se em conta que a partir de janeiro do ano vindouro todas as atenções estarão voltadas para a eleição.

Flávio Dino seria derrotado por Roseana se a eleição fosse hoje

Pesquisa – A notícia ruim veio por volta do meio-dia quando o Escutec decidiu liberar os números da pesquisa com 2.034 eleitores e sobre os quais vinham sendo feitas muitas especulações, pois para uns teriam assustado o Palácio dos Leões e para outros, decepcionado os aliados de Roseana Sarney.

De acordo com os números, se a eleição fosse hoje e estes fossem os concorrentes, a ex-governadora seria eleita com 32,9%, vindo em seguida Flávio Dino com 25,9%, Eduardo Braide (PMN) com 11,5%, o senador Roberto Rocha (PSB) com 6,6%; e a ex-prefeita de Lago da Pedra Maura Jorge (Podemos) com 2,5%.

Segundo o Escute, 12,6% não votariam em nenhum deles, enquanto 8,1% ainda estariam indecisos.

Na pesquisa espontânea, em que não são apresentados nomes aos eleitores, Roseana Sarney tem 11,6%; Flávio Dino, 11,5%; Eduardo Braide, 2,5%; Maura Jorge, 0,3%; Roberto Rocha, 0,1%; senador João Alberto (PMDB), 0,1%; e o secretário de Educação, Felipe Camarão (sem partido), 0,1%. Não votariam em nenhum, 2,3% e estariam indecisos, 71,5%.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui