Plantio de macaxeira em Belágua tem maior produtividade do estado

0
958

Pequenos agricultores do município de Belágua já colhem os resultados do investimento em tecnologia Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) na produção de macaxeira. Na primeira colheita, foram quase 30 toneladas por hectare, sendo que a produtividade média no Maranhão é de 8,5 toneladas por hectare e a expectativa para a próxima colheita é um aumento na produtividade.

A transferência de tecnologia da Embrapa é realizada em parceria com os técnicos da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e Secretaria Municipal de Agricultura de Belágua.

Para se checar a esse resultado, foi implantado experimento para avaliação de cinco cultivares de mandioca de duas procedências, duas biofortificadas recomendadas pela pesquisa (BRS Dourada e BRS Jari) e três indicadas pelos produtores locais (Folha larga, Talo vermelho e Pão). As cultivares foram testadas em quatro sistemas de plantio: monocultivo, consórcio com cultivar de caupi bioforticada BRS Aracê, consórcio com cultivar de milho biofortificada BRS 4104 e consórcio com leguminosa de cobertura no caso Crotolaria juncea.

O projeto, executado com recursos oriundos da Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Tecnológico e Científico do Maranhão – FAPEMA e com parceria técnica da Prefeitura Municipal de Belágua, inclui a instalação de sistema de irrigação na área experimental para garantir a produção das culturas. Todos os tratos culturais (capina, adubação, controle de pragas e doenças) são realizados conforme necessidade das culturas.

Segundo o pesquisador José de Ribamar Costa Veloso, a iniciativa tem a participação dos produtores e o objetivo de contribuir com o desenvolvimento da cadeia produtiva de mandioca com bases tecnológicas e agroecológicas.

Histórico – Em 2018, a Embrapa Cocais realizou em Belágua Oficina de Diagnóstico Rural Participativo da Mandiocultura, que contou com a participação de 15 produtores familiares, para conhecer o sistema de produção da mandioca praticado no município. “As observações embasaram ações no âmbito do projeto ‘Tecnologias de produção de mandioca integradas com práticas agroecológicas visando à melhoria da produção agroalimentar no município de Belágua’”, informou o chefe de transferência de tecnologia, Carlos Vitoriano.

O Diagnóstico Rural Participativo (DRP), por meio de técnicas próprias de construção do conhecimento, permitiu a identificação e caracterização do sistema de produção da mandioca praticado pelos agricultores familiares. Como principais produtos do DRP destacaram-se dois calendários estacionários, que indicam os períodos que ocorrem as etapas relacionadas à cultura da mandioca como plantio, tratos culturais, colheita, beneficiamento e a árvore de problemas e soluções elaborada pelos mandiocultores, onde foram registradas as principais dificuldades vivenciadas por eles. Ao final dos trabalhos, realizou-se priorização de demandas tecnológicas para a cadeia da mandiocultura no município.

Mandiocultura no Maranhão – O estado tem tradição no cultivo e uso da mandioca, sendo o quarto maior plantador de mandioca do Brasil. A produção é predominantemente familiar, para sustento e renda. Por outro lado, tem um dos piores rendimentos. A cultura, no entanto, tem alto potencial de rendimento por unidade de área, adaptação às condições adversas de solo e do clima e período de colheita flexível e, portanto, grande capacidade para geração de mais emprego e riquezas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui