Presidenciáveis repudiam atentado contra Jair Bolsonaro, agredido a facadas em Minas Gerais

1
620

O atentado ao deputado Jair Bolsonaro (PSL), candidato a presidente da República, mereceu repúdio de todos os seus concorrentes, pois trata-se, além de uma agressão física, um atentado à democracia. O candidato foi agredido quando participava de um ato de campanha, em Juiz de Fora (MG), na tarde desta quinta-feira (06).

A assessoria da Polícia Militar de Minas Gerais confirmou que o candidato foi retirado do local por populares e levado para atendimento em Hospital Santal Casa em Juiz de Fora e que uma pessoa foi detida.

Jair Bolsonaro no momento em que participava do ato de campanha quando foi agredido

Em sua conta no Twitter, o filho de Bolsonaro, Flávio Bolsonaro, escreveu há pouco que seu pai foi esfaqueado, mas não corre risco de morte.

“Jair Bolsonaro sofreu um atentado agora em Juiz de Fora, uma estocada com faca na região do abdômen. Graças a Deus, foi apenas superficial e ele passa bem”.

Saiba o que disseram os candidatos:

Fernando Haddad (PT) – “Lastimável, 1 absurdo. A pessoa tem lá suas idiossincrasias, seu temperamento, mas nós democratas temos que reforçar os papéis das instituições”.

Ciro Gomes – “Acabo de ser informado em Caruaru, Pernambuco, onde estou, que o Deputado Jair Bolsonaro sofreu um ferimento a faca. Repudio a violência como linguagem politica, solidarizo-me com meu opositor e exijo que as autoridades identifiquem e punam o ou os responsáveis por esta barbárie”.

João Amoêdo (Novo) – “É lamentável e inaceitável o que aconteceu com o Jair Bolsonaro. Independentemente de divergências políticas, não é possível aceitar nenhum ato de violência.Que o agressor sofra as devidas punições. Meus votos de melhoras para o candidato”.

Geraldo Alckmin (PSDB) – Política se faz com diálogo e convencimento, jamais com ódio. Qualquer ato de violência é deplorável. Esperamos que a investigação sobre o ataque ao deputado Jair Bolsonaro seja rápida, e a punição, exemplar.

Marina Silva (Rede) – “A violência contra o candidato Jair Bolsonaro é inadmissível e configura um duplo atentado: contra sua integridade física e contra a democracia. Neste momento difícil que atravessa o Brasil, é preciso zelar com rigor pela defesa da vida humana e pela defesa da vida democrática e institucional do nosso País. Este atentado deve ser investigado e punido com todo rigor. A sociedade deve refutar energicamente qualquer uso da violência como manifestação política”.

Guilherme Boulos (PSOL) – “Soube agora do que ocorreu com Bolsonaro em Minas. A violência não se justifica, não pode tomar o lugar do debate político. Repudiamos toda e qualquer ação de ódio e cobramos investigação sobre o fato”.

Álvaro Dias (Podemos) “Sobre o episódio da facada no candidato Jair Bolsonaro, quero afirmar aqui que repudio todo e qualquer ato de violência. Por isso a violência nunca deve ser estimulada. Eu não estimulo”.

(Com dados da Agência Brasil e do Poder360)

1 COMENTÁRIO

  1. Só quero saber quantas facadas ele levou, cada imagem mostra um lugar e todos diferentes do filme. Foi um golpe, porque ele calado já é ignorante falando piora mais ainda, Agora ele está sem falar. Essa foi a maior apelação de um candidato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui