Produção de cana-de-açúcar no Maranhão aumenta 20,5% na safra deste ano

0
653
AQUILES EMIR aquilesemir@uol.com.br

GIRO ECONÔMICO

A produção de cana-de-açúcar no Maranhão terá um aumento de 20,5% na safra deste ano em comparação à de 2017, segundo estimativa divulgada nesta terça-feira pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). De acordo com o levantamento, serão colhidas 2,220 milhões de toneladas, 378 mil a mais do que na safra anterior, que foi de 1,842 milhão. O aumento se dá, apesar da diminuição da área plantada, que caiu de  39,4 mil para 38,0 mil hectares, ou seja,  3,6% a menos, mas o resultado se justifica pelo crescimento de 25% da produtividade, que foi de 46,723 mil quilos por hectare em 2017, e este ano pulou para  58,419 mil quilos por hectare.

Dessa produção, 170,1 mil toneladas serão para fabricação de açúcar, 78,1% a mais do que a quantidade do ano passado: 95,2. O beneficiamento deve resultar em 22,6 mil toneladas, 95,6% a mais do que no ano passado, quando foram produzidas 11 mil toneladas.

Para a produção de etanol, serão destinadas 2,050 milhões de toneladas, 17,4% a mais do que na safra passada (1,747 milhão), e isto deve resultar num aumento de 27,7% na quantidade de litros, pois serão 162.660 milhões de litros contra 127.361 em 2017.

Rua Grande – Com a realização das obras de requalificação da Rua Grande deve diminuir o número de frequentadores de suas lojas, bem como das transversais, nestes dias que antecedem o Dia das Mães (segundo domingo de maio). É o que revela a pesquisa de intenção de consumo divulgada nesta segunda-feira (23) pela Federação do Comércio do Maranhão (Fecomércio). Com esta mudança de opção, tende a melhorar o movimento em lojas de shopping centers, galerias e lojas de bairros, onde o cliente encontra mais comodidade.

Copa – Agentes de viagens no Maranhão não estão muitos otimistas com bons negócios para a Copa do Mundo deste ano, que será realizada na Rússia. Segundo o presidente da Abav-MA, Jansen Santos, houve muita consulta, porém os preços afugentaram muitos clientes, pois um pacote completo, incluindo passagem, hotel e ingressos para algumas partidas não sai por menos de R$ 52 mil. Pesa também o aspecto geográfico, ou seja, o país não oferece facilidade para visitação de outros no continente europeu.

Indústria – A produção aumentou e o emprego ficou estável na indústria brasileira em março. É o que indica a Sondagem Industrial divulgada nesta segunda-feira (23) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). De acordo com a pesquisa, o crescimento da produção em março foi mais intenso do que o usual para o mês. 

No encontro de sexta-feira (20), no Grand São Luís Hotel, o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia, com os empresários Marcelino Ramos, Benedito Mendes, Nonato, Douglas Pinho, Maurício Feijó, Cláudio Azevedo, Roberto Moreira e Fábio Nahuz

Judoca – O judoca maranhense Pedro Vitor Rezende, que é patrocinado pelo Centro Elétrico, segue nesta quinta (26) para Manaus (AM), onde, de sexta-feira (27) a domingo (29) participa do Campeonato Brasileiro, promovido pela Federação Brasileira de Judô. A competição tem um peso duplo, pois será uma etapa classificatória e serve para os judocas acumularem pontos para o ranking nacional. O evento que contará com importantes judocas de todo o país, vai ter como palco a Arena Esportiva do Amazonas.

Português – Será inaugurado, sábado (28) pela Sociedade Humanitária 1° de Dezembro o anexo do Hospital Português, que leva o nome do cônsul de Portugal no Maranhão, Abraão Valinhas. Para o evento, estão confirmadas, dentre outras, as presenças do secretário das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro; do embaixador de Portugal no Brasil, Jorge Tito Cabral; do Vice-Cônsul de Portugal em Belém (PA), Francisco Brandão; e do Conselheiro Mundial das Comunidades Portuguesas no Brasil, Luís Paulo Pina.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação