Restaurante Senac abre domingo durante realização da Feirinha na Benedito Leite

5
1017

O diretor regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), José Ahirton Lopes, em encontro com o secretário municipal da Agricultura, Abastecimento e Pesca, Ivaldo Rodrigues, anunciou que o Restaurante Escola do órgão, na Rua de Nazaré, vai passar a funcionar aos domingos, como parte integrante do projeto da feirinha se realiza neste dias, na Praça Benedito Leite, das 7h às 15h.

Segundo Ahirton Lopes, a iniciativa é muito bem-vinda para revitalização do Centro Histórico e o Senac, enquanto Instituição ativa na região por meio do trabalho desenvolvido no Restaurante Escola ao longo de 25 anos, não poderia deixar de apoiar o projeto. “Não vamos medir esforços em atender ao público visitante da Feirinha São Luís, que já sabemos que é formado, em grande parte, por turistas e admiradores da gastronomia e cultura maranhense”, destacou.

A partir deste domingo (25), portanto, o Restaurante Escola do Senac funcionará das 12h às 15h, como parceiro do projeto. O público poderá conferir um cardápio diferenciado com o melhor da gastronomia regional, em serviço a la carte.

Feirinha São Luís – O projeto é realizado aos domingos, das 7h às 15h, e reúne produtos agroecológicos, exposição e comercialização de artesanato, artes plásticas e literárias, gastronomia e apresentações culturais locais. O projeto é idealizado pela Prefeitura de São Luís por meio da Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa) em parceria com o Banco do Nordeste e Governo do Estado.

Ivaldo Rodrigues reunido com diretores do Senac para explicar projeto

O principal objetivo é a divulgação e comercialização do que é produzido pela agricultura familiar de São Luís e a difusão da gastronomia da zona rural. Serão expostos e comercializados produtos e subprodutos da agricultura familiar, tais como: frutas, verduras, doces, compotas e comidas produzidas na zona rural da capital.

“Com esta ação estamos ocupando o espaço da Praça Benedito Leite nas manhãs de domingo. Além disso, já estamos beneficiando nossos agricultores, aumentando o escoamento da produção, assim como os artesãos e artistas locais que tem a oportunidade de apresentar o melhor da cultura e da gastronomia maranhenses. A feirinha é mais um ponto de encontro da família e dos turistas em São Luís aos fins de semana”, disse o secretário da Semapa, Ivaldo Rodrigues.

O novo ponto de encontro dominical, além de expor a diversidade cultural da Ilha, fomenta a economia criativa aos produtores da grande Ilha de mais de 11 polos que oferecem seus produtos por preços justos. São 61 barracas, 25 para produtores rurais, 25 para artesanato e 11 para gastronomia.

5 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui