Roberto Veloso pede garantias aos juízes que vão julgar ex-presidente Lula

0
622

O presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (AJUFE), Roberto Veloso, o vice-presidente na 4ª Região, Nelson Alves, e o secretário-geral, Fernando Mendes reuniram-se, nesta segunda-feira (15) com o ministro da Justiça, Torquato Jardim, e com a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, para tratar da segurança dos magistrados durante o julgamento do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, que ocorre na próxima semana no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre.

Durante as reuniões, Roberto Veloso manifestou preocupação com a segurança dos desembargadores responsáveis pelo julgamento do ex-presidente Lula. Segundo o presidente da Ajufe, ameaças estão sendo veiculadas na internet.

“Se o Brasil é uma democracia e existe um devido processo legal, com a possibilidade de recursos, por que se vai partir para a violência a fim de interferir no julgamento do processo? O teor das convocações que eu assisti foi no sentido de que iriam tocar fogo, tomar de assalto, invadir. Esse tipo de manifestação transborda a liberdade de manifestação”, destacou Roberto Veloso.

Em ofício, a Ajufe pediu que fossem tomadas todas as providências possíveis para medidas acautelatórias e apuração dos atos convocatórios. “Se o patrimônio público está ameaçado, é preciso que os órgãos da segurança pública, tanto o federal quanto o estadual, tomem as providências no sentido de garantir que os prédios públicos sejam preservados. Segundo, a questão da segurança dos magistrados, porque uma das principais questões que a Ajufe defende e defenderá sempre é a independência de juízes”, afirmou o presidente da Ajufe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui