Sampaio e Náutico vencem jogos da volta e vão decidir a Série C do Campeonato Brasileiro

0
258

Sampaio e Náutico vão fazer a grande final da Série C do Campeonato Brasileiro. Depois de ter vencido a primeira partida, em Aracaju (SE), diante do Confiança por 2 a 0, a equipe maranhense venceu por 1 a 0 o jogo de volta, sábado (21), no Estádio Castelão, em São Luís. Já o Náutico enfrentou o Juventude neste domingo (22), no estádio dos Aflitos, em Recife (PE), e conseguiu a vitória por 2 a 1, com dois gols de Álvaro, e levou a disputa para os pênaltis, vencendo por por 4 a 3, com o goleiro Jefferson pegando a cobrança de Dener.

Jogadores do Sampaio comemoram vitória sobre o Confiança (Elias Auê/SCFC)

Apesar da boa vantagem construída no primeiro jogo, o Sampaio não ficou atrás no primeiro tempo. E com o Confiança precisando reverter o placar, o resultado foi um jogo bastante movimentado na etapa inicial, com chances de gols para ambos os lados.

Os donos da casa foram quem chegaram primeiro, quando, aos nove minutos, João Victor cruza com perigo, mas o goleiro Jean desvia. No rebote, Esquerdinha pega a sobra e bate para o gol, mas outra boa defesa do goleiro do Confiança. A melhor oportunidade do Dragão aconteceu aos 31, quando Tito recebeu boa bola dentro da área e finalizou, mas viu o chute se perder pela linha de fundo.

No segundo tempo, o Sampaio manteve o ritmo e colocou as duas mãos na classificação aos 23 minutos. Esquerdinha levantou a bola na área com precisão, e o zagueiro Vitor apareceu livre para mandar para o fundo das redes: 1 a 0. Com o resultado a favor e a grande vantagem no placar agregado, o Sampaio Corrêa apenas administrou a partida, esperando o apito final do árbitro.

Brasileiro C 2019, Nautico x Juventude
Nos pênaltis, Náutico derrota Juventude nos Aflitos (Caio Falcão/AGIF)

O jogo nos Aflitos – O Náutico entrou em campo precisando da vitória para chegar à decisão da Série C do Brasileirão. Com isso, o Timbu abriu o placar logo aos 16 minutos de jogo. Hereda levantou a bola na área, e Álvaro completou de cabeça: 1 a 0.

No minuto seguinte, o Juventude teve grande oportunidade para empatar. Rafael Bastos foi derrubado na área, e a arbitragem assinalou pênalti. Na cobrança, porém, Eltinho mandou na trave. E como a bola pune, o Náutico chegou ao segundo gol aos 31 minutos. Jean Carlos cobrou escanteio, e novamente Álvaro subiu mais do que todo mundo e escorou para as redes.

No segundo tempo, o time de Caxias do Sul (RS) veio com tudo buscando um gol para levar a disputa para os pênaltis. Aos 14 minutos, Breno tentou duas vezes, mas o goleiro Jefferson fez duas ótimas defesas e manteve a vantagem dos mandantes.

Aos 33 minutos, porém, não teve jeito. Genilson aproveitou bola levantada, foi no alto e, de cabeça, mandou no canto, descontando para o Juventude: 2 a 1 e vaga na final decidida nos pênaltis.

Na marca cal, o Timbu garantiu a classificação ao vencer por 4 a 3. O goleiro Jefferson pegou a cobrança de Dener, e Matheus Carvalho converteu a última cobrança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui