São Luís tem maior frota de ônibus do Nordeste com idade de cinco anos

0
453

A idade média da frota de ônibus de São Luís é a menor do Nordeste, com aproximadamente 4,5 anos. A informação é do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT), que terça-feira (09) apresentou, na Praça Maria Aragão, novos veículos que as empresas vão colocar no sistema de transporte público, atingido a marca de 300 ônibus com sistema de refrigeração.

As melhorias implementadas no sistema atendem às demandas da população que por décadas enfrentou um transporte público sucateado, circulando em ônibus com mais de 20 anos e média de idade da frota chegando a 11 anos, algo bem diferente do que é constatado atualmente, quando esse tempo foi reduzido para 4,5 anos.

Ao todo mais oito ônibus passaram a integrar o sistema de transporte da capital, para atender a linhas da região da Cidade Operária, Cidade Olímpica e  Santa Clara uma das áreas da cidade com maior contingente populacional. Todos os ônibus pertencem ao Consórcio Upaon-Açu.

Segundo o secretário municipal de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, com a inclusão desses veículos, o sistema totaliza agora 660 ônibus renovados na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, número que representa 80% da frota operante em São Luís. Desse total 300 veículos são climatizados.

 

“É uma marca extremamente positiva da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior. E vamos continuar fazendo inserções de novos ônibus ao sistema de transporte urbano de São Luís, porque hoje não se permite mais que veículos velhos transitem pela cidade. Atualmente, ao completar 10 anos, os ônibus são retirados automaticamente do sistema de transporte, para que a renovação seja progressiva. Já no próximo mês, outros 13 novos ônibus climatizados deverão ser integrados ao sistema, trazendo ainda mais benefícios, conforto e segurança aos passageiros”, observou o secretário Canindé Barros, no ato de inserção dos veículos.

Aprovação – Com a reestruturação do sistema de transporte urbano da capital, as melhorias são enaltecidas por usuários e pelos trabalhadores do sistema que já sentem a mudança de realidade, a exemplo do estudante Luiz Vinícius da Silva Correa, 15 anos. “Nós, estudantes, que utilizamos transporte público diariamente, sabemos bem o quanto mudou para melhor o serviço. Hoje temos um transporte realmente de qualidade, novo e confortável”, disse.

O também estudante Laércio Dias, 18 anos, compartilha da opinião do colega. “O serviço melhorou em todos os aspectos. Além de disponibilizar uma frota muito mais nova, temos benefícios inimagináveis, como por exemplo, a climatização em grande parte dos ônibus em circulação na cidade. A mudança é realmente visível, e nós que usufruímos cotidianamente desse serviço sabemos bem o quanto melhorou”, relatou o estudante.

As melhorias também são observadas pelos trabalhadores do sistema de transporte, como o motorista Nilson Melo. “Tenho mais de 20 anos nesse ofício e posso dizer seguramente que as melhorias foram totais. Hoje trabalhamos com muito mais conforto, em ônibus novos e fazendo uso de outros dispositivos modernos que o sistema nos proporciona. Sem dúvida, não tem comparação com o sistema passado, e só quem viveu o antes e vive o agora sabe bem da mudança que o serviço sofreu”, pontuou o motorista.

A inserção dos novos ônibus, que integra as ações de reestruturação do sistema de trânsito e transporte implementadas na gestão do prefeito Edivaldo, é mais uma iniciativa destinada à melhoria do serviço na capital maranhense, que tem registrado avanços importantes desde 2013, tendo como marco o processo de licitação do transporte de São Luís, um feito inédito no município e mais um legado da atual gestão municipal.

Desde a licitação, em 2016, todos os ônibus inseridos ao sistema são equipados com ar-condicionado, adaptados com elevadores para uso de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida e possuem três portas que facilitam o embarque e desembarque de passageiros.

O programa de reestruturação do sistema de transporte urbano de São Luís contempla ainda outras medidas que impactaram significativamente na melhoria do transporte local, como a adoção do sistema de fiscalização por biometria facial, a bilhetagem eletrônica com recarga embarcada, o bilhete único, o cartão criança, a instalação de GPS em 100% da frota, entre outras iniciativas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui