Secretário da Agricultura doa terreno ao Estado para construção do Iema em Balsas

0
381

O secretário estadual de Agricultura, Márcio Honaiser (PDT), que é empresário do ramo de educação em Balsas, além de revendedor de máquinas e equipamentos agrícolas, doou, juntamente com seu pai, Francisco Honaiser, um terreno ao Governo do Estado para que seja construído em seu município uma unidade do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema), segundo notícia divulgada pela Secretaria de Comunicação Social do Estado (Secom).

Com esta doação pelo auxiliar do governador Flávio Dino (PCdoB), “o projeto do Governo do Maranhão de oferecer educação pública com a oferta do ensino médio, concomitante com o técnico profissionalizante em uma escola de tempo integral, ganhou força em Balsas”.

De acordo com a informação, o terreno do secretário de Agricultura fica localizado às margens da MA-140, área conhecida como ‘corredor da soja’, o terreno de dois hectares vai abrigar a unidade do Iema da cidade. Neste fim de semana, o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Jhonatan Almada, vistoriou o terreno e agradeceu aos empresários pela iniciativa. “Estamos gratos a estes empresários, que já contribuíam para a região e que, agora, intensificam ainda mais sua participação no município”, ressaltou. No registro fotográfico acima, da direita para a esquerda, Márcio Honaiser, Francisco Honaiser e Jhonata Almada.

A área doada corresponde a dois hectares de terra e fica próxima à Universidade Federal do Maranhão (Ufma) de Balsas e aos residenciais Veneza I e II, do Programa Minha Casa, Minha Vida. “Viemos analisar o terreno e constatamos que é uma área muito boa e que, com a construção da escola, futuramente pode ser um polo de educação da cidade e região, pois há outra instituição próxima”, disse Almada. Ele destacou, ainda, o compromisso do Governo de construir mais unidades do Iema, levar os cursos técnicos e capacitar a juventude para o mercado de trabalho. “Estamos aqui para dar continuidade a esse projeto, pois só temos a evoluir”, disse.

Jhonatan Almada explicou que após a doação do terreno ocorre o processo de licitação pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra). No total, cinco Iemas estão em processo de licitação. São os de Coroatá, Matões, Carutapera, Santa Helena e São Domingos do Maranhão.

Sobre o Iema – O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) foi criado, no dia 02 de janeiro de 2015, com o intuito de ampliar a oferta de educação profissional técnica de nível médio no Estado. A proposta é instalar o Instituto em 23 municípios até 2018, oferecendo à sociedade estrutura para o ensino, pesquisa e extensão, respeitando as necessidades de cada local.

O modelo de ensino integrado se espelha em experiências exitosas em estados como o Ceará e Pernambuco e é embasado na formação integral do trabalhador, prevista na Lei nº 11.741/08 e na Resolução 120/2013-CEE.

Para compartilhar estas experiências já vividas com os professores que estão entrando no Iema foram trazidos ao Maranhão alunos protagonistas egressos de unidades de ensino médio de tempo integral de Pernambuco.

Estrutura – As escolas contam com laboratórios, espaços para a prática de esportes, salas amplas, áreas de convivência, refeitórios e bibliotecas. O engenheiro mecânico Luís Gonzaga de Sousa, que participou da instalação de institutos estaduais, como o de Pernambuco e do Ceará, além de estudar o sistema de ensino integral da Europa, elogiou as estruturas que estão sendo feitas no Maranhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui