Segurança da Cidade Universitária Dom Delgado é prioridade da nova gestão da UFMA

0
340

O reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado, reuniu-se neste domingo (17), com a equipe da superintendência de infraestrutura, pró-reitores e assessores para tratar de ações emergenciais nos primeiros dias da gestão. Entre os pontos abordados, a segurança é prioridade.

O reitor anunciou que será feito um planejamento estratégico envolvendo órgãos públicos que resultem em medidas efetivas para combater a violência na Cidade Universitária Dom Delgado, que, segundo registro de ocorrências, aumentou 60%.

”Vamos abrir a discussão com a comunidade, o poder público, a Secretaria de Segurança e sindicatos para implementar medidas em curto, médio e longo prazos que garantam a segurança da comunidade universitária e da população da vizinhança que transita pelo Câmpus”.

Outra medida anunciada é a implantação do programa de energia sustentável visando reduzir o consumo, que, neste ano, deve equivaler a um gasto de cerca de 14 milhões. A instalação de uma subestação 69 e a busca por energias alternativas são as principais metas para desenvolver o programa de sustentabilidade energética.

“A subestação tem o objetivo de trazer uma energia de qualidade para a nossa Universidade e buscar a redução do consumo”, explica o superintendente de infraestrutura da UFMA, Wener Santos. O programa deve ser implantado em todos os câmpus do continente.

O paisagismo e a arborização do Câmpus também estão entre as prioridades. Uma grande ação prevista é promover o plantio de árvores em toda a extensão do Câmpus. Participaram da reunião, além do superintendente de infraestrutura e diretores da superintendência, o pró-reitor da Agência de Inovação, Empreendedorismo, Pesquisa, Pós-graduação e Internacionalização, Fernando Carvalho, o pró-reitor de Assistência Estudantil, Leonardo Soares, o superintendente de Informação, Sistemas e Tecnologias, Anilton Maia, o Assessor de Relações Interinstitucionais, Arkley Bandeira, e o superintendente de Comunicação, Fernando Oliveira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui