Sesc inaugura o primeiro teatro do Maranhão com acesso a pessoas com mobilidade reduzida

0
160

O Serviço Social do Comércio (Sesc), órgão vinculado ao Sistema Federação do Comércio (Fecomércio), inaugurou nesta quarta-feira (07),  o Teatro Sesc Napoleão Ewerton, o primeiro do estado que oferece uma estrutura com 90% de acessibilidade, permitindo a pessoas com mobilidade reduzida, deficiência visual e deficiência auditiva contemplarem todo o repertório artístico apresentado no espaço.

Com uma programação cultural que inclui pocket show de Flávia Bittencourt e representação de Domingos Tourinho, empresários, autoridades, representante do Departamento Nacional do Sesc e diretorias do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac no Maranhão prestigiaram a cerimônia de inauguração do espaço ,

Localizado no Edifício Francisco Guimarães e Souza, sede das administrações do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac, o Teatro Sesc Napoleão Ewerton é o primeiro no Maranhão a oferecer uma estrutura inclusiva que permitirá o acesso à arte de pessoas com deficiência auditiva, visual, com mobilidade reduzida e sobrepeso por meio da disponibilização de tradução em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais), cabine com equipamentos de audiodescrição, espaço para cadeiras de rodas e cadeiras “espaço mais”, respectivamente.

Configurado como um teatro tipo italiano, apresenta capacidade máxima de 241 lugares, sendo 12 (doze) poltronas “espaço mais”, 04 (quatro) lugares reservados para pessoas com cadeiras de rodas e 04 (quatro) lugares para acompanhantes de pessoas com cadeira de rodas.  Dentre os recursos de acessibilidade, o mais desafiador é a mediação de espetáculos para o público com deficiência visual.

Utilizando a audiodescrição, a arte ganhará vida, com o cuidado de não sacrificar a subjetividade, por meio de fones de ouvido e um equipamento conectado a um tradutor, localizado em uma cabine nos fundos da plateia, de onde descreverá, por meio da voz, as ações dos personagens e a ambientação.

O Sesc é um dos principais percursores da arte em toda a sua grandeza e amplitude, difundindo e semeando as mais diversas linguagens artísticas no estado, e essa inovadora iniciativa da instituição, que é vinculada ao Sistema Fecomércio,  surge como um representativo e privilegiado espaço cultural para  atender trabalhadores do comércio, bens, serviços e turismo seus dependentes e o público em geral, de modo a fomentar a produção, a criação, a difusão e a fruição.

Na inauguração do espaço, em solenidade para convidados, as apresentações de Flávia Bittencourt, Alessandro Batista, Domingos Tourinho, Casa do Sol Cia de Artes  e Orquestra Filarmônica Sesc Musicar abrilhantam a noite de abertura oficial do mais novo equipamento cultural do estado. E nesse mesmo dia, 07 de novembro, a Sala Sesc de Exposições apresenta aos ludovicenses o trabalho do artista paraibano Wellington de Medeiros. “Inversa Perspectiva” reúne onze pinturas executadas em óleo sobre tela e elaboradas a partir de fotografias de objetos e ambientes construídos onde estruturas aparentes instauram formas complexas.

O nome do Teatro é uma homenagem ao empresário Napoleão Campos Ewerton. Empreendedor, no início da década de 50, começou suas atividades mercantis na Rua de São Pantaleão no “Meu Cantinho”. A amizade com Francisco Guimarães e Souza, então presidente da Federação do Comércio, e seu destaque no ramo do comércio acabou por levá-lo à Presidência do Sindicato do Comércio Varejista de Alimentos de São Luís e membro da Federação do Comércio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui