Temendo caos econômico no Rio de Janeiro, Witzel já admite suspender isolamento social

0
1491
AQUILES EMIR
Depois de um enfático discurso nesta quarta-feira (25) a favor da quarentena, após teleconferência do presidente Jair Bolsonaro com os gestores estaduais do Sudeste, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), mudou o tom da fala e ameaçou, nesta quinta-feira (26), suspender o isolamento social no seu estado para não criar um caos econômico. Segundo ele, sem ajuda federal as unidades da federação vão entrar em um “caos financeiro”.
Witzel, que poderia ter feito essa advertência ao presidente na teleconferência, disse em entrevista à Rede Globo que esta decisão será tomada se o governo federal não ajudar os estados nos impactos causados à economia por causa das medidas adotadas no combate ao novo coronavírus (Covid-19).
De acordo com o governador, se até a próxima segunda-feira, o governo federal não anunciar liberação de recursos extras, o Rio de Janeiro terá que reavaliar a determinação de fechamento das empresas.
“Não podemos pedir para autônomos, pequenos empresários, para empresas ficarem paralisas se não houver uma sinalização imediata do ministro Paulo Guedes que ele vai colocar pelo menos R$ 500 bilhões na economia”, admitiu.
Apesar do seu anúncio, o governador voltou a lamentar o pronunciamento de terça-feira (24) do presidente Jair Bolsonaro, em cadeia de rádio e televisão. Witzel classificou a fala do presidente um “falta de responsabilidade” a não mobilização do governo federal “até o presente momento”.
“Não podemos pedir para que as pessoas fiquem em casa, que as empresas fiquem fechadas, se quem tem condições de socorrer, que é o governo federal, e tem dinheiro para isso, não tomar as providências. As responsabilidades passam a ser deles”, alertou.
Witzel avisou ainda que “Se o governo federal, até segunda-feira, não apresentar algo que dê esperança para que as pessoas possam saber que não vão morrer de fome e não vão ter um cataclisma na suas vidas, vai ser muito difícil continuar com essas medidas protetivas”, avisou.
ManutençãoO governador Wilson Witzel (PSC) disse, no início da tarde desta quarta-feira, que as medidas adotadas para evitar a propagação do novo coronavírus (Covid-19) no Rio estão mantidas. A declaração de Witzel foi dada durante uma coletiva de imprensa no Palácio Guanabara, após uma reunião virtual entre governadores do Sudeste e o presidente Jair Bolsonaro. Leia aqui.
“No momento não há espaço para abertura do confinamento e muito menos afrouxamento das medidas que tomamos. Estamos preservando vidas”, Witzel reforçou. “Peço às pessoas que fiquem em casa, continuem observando as medidas restritivas de circulação”.
(Com informações de O Dia)
Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui