Três presidenciáveis passam por São Luís nas próximas duas semanas

0
344

AQUILES EMIR

Três presidenciáveis – todos do campo do centro-direita – estão com visitas agendadas para São Luís nas próximas duas semanas. O primeiro deles é o líder nas intenções de voto (quando as pesquisa excluem o nome do ex-presidente Lula), Jair Bolsonaro (PSL), que desembarca na cidade na próxima quinta-feira (14) e depois vêm João Amoêdo (Partido Novo) e Flávio Rocha (PRB).

Em São Luís, além de participar de um evento ao lado da pré-candidata ao Governo do Estado Maura Jorge, ex-prefeita de Lago da Pedra e que é do seu partido, Bolsonaro (foto principal) terá um encontro com a classe empresarial à noite, no Villa Reali Buffet, no Calhau, iniciativa esta da Associação Comercial do Maranhão (ACM), Câmara dos Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL) e as federações do Comércio (Fecomércio) e das Indústria (Fiema).

No próximo dia 19, João Amoêdo proferirá palestra na abertura da Semana do Mercado Financeiro, promovida pela Universidade Dom Bosco (UNDB). O evento será no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, no bairro do Cohafuma. Amoêdo é ex-diretor do Banco Itaú.

A visita do dia 22 de Flávio Rocha (foto), que é ex-presidente das Lojas Riachuelo, ainda não está detalhada. Segundo ele, o objetivo da visita  “é instalar as raízes desse movimento no estado. Esse movimento é o berço do nosso projeto político. Queremos devolver o estado brasileiro ao cidadão, aos alunos da rede pública e aos pacientes de hospitais públicos”.

Anteriores – Com estas visitas, somam-se nove os pré-candidatos a sucessor de Michel Temer (MDB) a passarem por São Luís. Em 2017, estiveram na cidade o senador Álvaro Dias (Podemos), que veio para o evento de Maura Jorge, então filiada ao seu partido;  o ex-presidente Lula (PT), que encerrou no Maranhão a sua Caravana Nordeste; e depois foi a vez de Ciro Gomes (PDT), que participou de um evento promovido pelo Conselho Regional de Economia (Corem).

Este ano, já estiveram em São Luís o deputado Rodrigo Maia (DEM), presidente da Câmara Federal, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) e o ex-deputado e ex-ministro dos Esportes Aldo Rebelo (Solidariedade).

Ainda são aguardados Henrique Meireles (MDB), Manuela D´Ávila (PCdoB), Guilherme Boulos (PSOL) e outros que ainda tentam se viabilizar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui