Turismo do Maranhão está em alta e maranhense deveriam também conhecer suas belezas, diz presidente da Abav

0
1013

AQUILES EMIR

Câmbio elevado, incertezas econômicas, adiamento de projetos, prioridades ao que é mais essencial e uma série de outros fatores estão contribuindo para que os brasileiros diminuam a procura por destinos turísticos mais recomendados mundialmente e fixem seu olhar para o Brasil, onde ainda há muitos lugares a descobrir. Por conta desta situação, um dos estados mais beneficiados é o Maranhão, segundo o presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav-MA), Jansen Santos, que sempre trabalhou mais com emissivo, mas este ano está recebendo muitas procuras por parte de quem desejar conhecer as belezas, a cultura e a gastronomia maranhense.

Além de elogiar algumas ações pontuais do poder público, principalmente os governos do Estado e do Município de São Luís, que passaram a divulgar mais o destino local fora do Maranhão, ou seja, onde o turista está, Jansen estaca a significativa contribuição das redes sociais, que estariam influenciando moradores de outros estados e países a ter interesse em conhecer o estado.

A entrevista do dirigente da Abav é o principal tema da revista Maranhão Hoje que está nas bancas.

Apesar dessa crescente procura, o presidente da Abav reconhece que o Maranhão ainda tem muitas carências para receber turismo de massa, principalmente nos lugares mais afastados da capital, como Lençóis Maranhenses, Chapada das Mesas e Delta das Américas, seja pela precariedade de acessos e serviços de hotelaria e de gastronomia, por isto defende ações mais seletivas, de forma a atender bem.

São Luís continua sendo o principal destino maranhense

Jansen Santos entende que, pelas dificuldades para viajar para fora, até porque, além do custo da viagem é preciso pensar no consumo no destino pretendido, o maranhense, que não tem a tradição de viajar com pacotes baratos, por isto mesmo está evitando gastos elevados, deveria aproveitar essa onda internacional e embarcar para destinos internos, até para conhecer também aquilo que desparta tanto interesse lá fora.

São Luís, como observa, continua sendo o local mais atraente, pelo que reúne de belezas da arquitetura colonial, uma orla impactante e oferecer as melhores condições de bem receber, entretanto os já consolidados Lençóis Maranhenses, Delta das Américas e Chapada das Mesas continuam sendo aqueles que mais devem receber turistas.

Saiba onde estão os destinos mais procurados do Maranhão:

Lençóis Maranhenses – Criado em terras devolutas, isto é pertencentes à União, o Parque dos Lençóis Maranhenses foi instituído em 1981, numa área compreendida de 155 mil hectares. O parque tem como porta de entrada a cidade de Barreirinhas e integra a Rota das Emoções, roteiro integrado que une os estados do Maranhão, Piauí e Ceará.

As lagoas artificiais, formadas pelas águas da chuva, são as principais atrações para quem visita os Lençóis e para chegar a elas é preciso contratar serviços de veículos traçados, as famosas toyotas porque foram desta marca os primeiros utilizados para o transporte sobre areia, mas há outros lugares e grande apelo, como Atins e Caburé, e não deixa de ser tão recomendado também contemplar o rio Preguiças às margens do qual fica a cidade, no fim de tarde ou à noite.

Barreirinhas está a 260 km da capital. O acesso se dá tanto por via terrestre (pela BR 135) quanto pela via marítima (entrando no canal do rio Preguiças em Atins), por via Fluvial (a partir de Barreirinhas pelo rio Preguiças) e por via aérea (pelo aeroporto de Barreirinhas). Para quem visita o parque há outras opções de passeio, como Humberto de Campos, Primeira Cruz, Santo Amaro e Paulino Neves. Santo Amaro é a cidade mais encrustada nos Lençóis, podendo visita-lo a pé.

O local foi cenário do filme Casa de Areia. Um dos episódios da série Largados e Pelados, um reality show de sobrevivência exibido pelo Discovery Channel, foi filmado na região. Os filmes Avengers: Infinity War e Avengers: Endgame (2019) usaram o local como cenário para o planeta Vormir.

Chapada das Mesas – Localizada na Leste do Estado, a Chapada das Mesas no Maranhão é  um desses lugares que mostram como é variada a beleza do Brasil e como este país ainda precisa ser descoberto pelos brasileiros. A melhor época para se visitar é a partir de agosto, quando começa o período de estio. Para se conhecer o parque em toda sua extensão, são necessários pelo menos seis dias. A cidade de Carolina é o ponto de apoio, mas dentro do parque há pousadas e até resorts, onde o visitante pode se hospedar com conforto e contratar serviços de passeios.

Os principais pontos de visitação são Encanto Azul, Poço Azul, Cachoeira de Santa Bárbara, São Romão, cachoeiras da Prata, Pedra Caída, Portal da Chapada, Refúgio Ecológico Serra Torre da Lua.

Para se chegar a Chapada das Mesas, a rota menos complicada é indo de avião em voo comercial até Imperatriz e a partir dela fazer um trajeto rodoviário de 226 quilômetros. A cidade de Carolina dispõe de um excelente aeroporto, mas é utilizado apenas por voos particulares.

Para se visitar o parque é necessário contratar um guia, mas os serviços de agência facilitam chegar aos locais mais deslumbrantes, daí porque se recomenda contratar um pacote com tudo já incluído. Como se trata de um passeio ecológico, melhor levar pouca bagagem e roupas leves, além de sandálias, tênis etc.

Delta das Américas – Por muitos anos conhecido com Delta do Parnaíba, o Delta das Américas faz parte do roteiro integrado Rota das Emoções, formado ainda pelos Lençóis Maranhenses e Jericoacoara, no Ceará. O passeio é feito por muito visitantes pelo lado piauiense, a partir da cidade de Parnaíba, de lancha, porém boa parte das belezas está na parte maranhense, que pode ser explorada a partir de Tutóia.

O destino é excelente complemento para quem vai aos Lençóis, pois é possível fazer uma viagem de curta duração por via terrestre após a inauguração de uma rodovia (MA 142) entre Barreirinhas e Paulino Neves, outro lugar bem interessante para se visitar. A viagem é emocionante, pois quase toda a via é dentro do chamado Pequenos Lençóis. De Paulino Neves a Tutóia são cerca de 30 minutos.

Em Tutóia é possível fazer diversos passeios, como visitar os 20 Kms de praias paradisíacas, de mar calmo e dunas de areias brancas, dentre elas a do Arpoador e Namorados, as Lagoas da Taboa, Jacaré, da Areia e Lagoinha, as Ilhas Cajueiro, Coroatá, Melancieiro, Igoronhon, Grande, Pombas, José Correia, Caieira, Papagaio, formando o grande Delta parnaibano, ealém de conhecer o artesanato em palha, couro, coco, chifre, linha e conchas que a região oferece. A cidade tem um atrativo à parte, o cemitério de navios, tantos são encalhados e que vêm sendo consumidos pelo salitre.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui