Valor bruto da produção agropecuária maranhense aumenta 38,04% em 2017

0
1549

O Ministério da Agricultura divulgou sexta-feira sua estimativa sobre o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de 2017, que com base em informações do mês de setembro é de R$ 535,42 bilhões, revelando crescimento de 2,1 % sobre o valor estimado em setembro de 2016, R$ 524,49 Bilhões. De acordo com essa estimativa, o VBP  no Maranhão aumentou mais de R$ 1,9 bilhão na comparação com 2016, uma variação de 38,04%, e isto se deu mais pela força da agricultura, já que no setor pecuário houve diminuição.

De acordo com o Ministério da Agricultura, o VBP da agropecuária maranhense em 2016 foi de R$ 5,034 bilhões e este ano chegou a R$ 6,949 bilhões. O valor da agricultura é de R$ 5,228 bilhões este ano contra R$ 3,182 bilhões de 2016, enquanto o da pecuária foi a R$ 1,660 bilhão este ano, enquanto em 2016 tinha sido R$ 1,851 bilhão.

A pecuária bovina foi a que teve maior queda, saindo de R$ 1,776 bilhão em 2016 para R$ 1,580 bilhão este ano, e a de suíno aumentou de R$ 3,765 milhões para R$ 4,031 milhões.

O valor da soja aumentou quase 100%, saindo de R$ 1,474 bilhão em 2016 para R$ 2,511 bilhões este ano; o milho pulou de R$ 438,4 milhões para R$ 898,8 milhões; o feijão caiu de R$ 144,3 milhões para R$ 119,5 milhões; arroz pulou de R$ 142,9 milhões para R$ 224,7 milhões; e a cana-de-açúcar foi de R$ 180,2 milhões para R$ 252,9 milhões.

Crescimento – Na composição do VBP nacional, lavouras geraram R$ 365,88 bilhões, 68,3 % do total, e a pecuária, R$ 169, 53 bilhões, 31,7 % do total. Como o ano civil está quase encerrado, devemos ter pequenas alterações até o fim do ano, prevê José Garcia Gasques, coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Destacaram-se em termos de aumento de valor, o algodão herbáceo, 74,4 %; cana-de-açúcar, 33,4 %; mandioca, 91,1 %; milho, 14,6 %, e uva, 49,3 %. Os destaques devem-se principalmente aos preços alcançados, embora o milho esteja obtendo tal resultado com aumento de 47% da safra, sobre 2016. O crescimento se deve ao aumento da segunda safra, que foi de 65,2 %. O resultado permitiu elevar as exportações de 18,9 milhões de toneladas, em 2016, para 30 milhões de toneladas neste ano.

Na pecuária, os melhores resultados são observados em carne suína, com aumento real do valor de 7,7 % e leite, 8,6 %. Mas os preços de carne bovina, frango e ovos, derrubaram os resultados da pecuária neste ano.

Produtos que tiveram queda nos preços foram banana (-22,7 %); batata-inglesa (-52,2 %); cacau (-28,2 %); café (- 13,6 %); cebola (- 47 %; feijão (-19,6 %) trigo (- 36,9 %); e maçã (- 21,5 %).

Os resultados regionais mostram a liderança do Sul, com faturamento de R$140, 98 bilhões, seguido por Centro-Oeste, R$ 138,53 bilhões, Sudeste, R$ 137, 2 bilhões, Nordeste, R$ 49,4 bilhões, e Norte R$ 32,5 bilhões.

(Com dados do Mapa)

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui