Vítima de infarto, morre a radialista e presidente do Bumba-meu-boi da Pindoba Helena Leite

0
2055

Vítima de infarto, faleceu, na madrugada deste sábado (30), a radialista e ativista cultural Helena Leite, que por muitos anos apresentou, nas rádios Capital, Educadora e Difusora, o programa Canta, Maranhão. Ela era também presidente do Bumba-meu-boi da Pindoba, de Paço do Lumiar.

O anúncio da morte da radialista foi feita pelo seu filho Ronnie Leite, pelo Facebook. Ela teria sofrido o ataque cardíaco em caso e ainda chegou a ser levada a um hospital, mas não houve condições de salvá-la.

Natural de Viana, Helena Leite, que tinha 67 anos, atuou em diversas emissoras de rádio em São Luís. Ela foi a primeira mulher a trabalhar como repórter de pista em partidas de futebol, na Rádio Timbira. Nesse período conheceu o ex-jogador Vivico, do Moto Club, com quem se casou.

Militante da cultura popular, atualmente presidia o Boi da Pindoba de Paço do Lumiar. Disputou em 2018, a eleição de deputada estadual pelo PRTB.

O último contrato de Helena Leite como radialista foi na Rádio Difusora, onde apresentava seu programa ao lado de Joel Jacinto, Sérgio Viana e Juarez Sousa. Com a migração da emissora para a faixa Frequência Modulada (Nova FM 93.1), ele teve o contrato extinto e ainda chegou a anunciar sua migração para a Mirante AM, o que não concretizou.

Resultado de imagem para helena leite

Pesar – Na eleição do ano passado, esperando contar com apoio da comunidade da cultura popular, já que era uma das maiores defensores dos festejos juninos e carnaval, ela lançou-se a deputada estadual pelo PRTB, mas teve menos de 5 mil votos. Sem rádio, se mandato, Helena Leite vivia em estado de depressão, o que pode ter agravado seu estado de saúde.

O seu corpo está sendo velado no Parque Folclórico da Vila Palmeira e o sepultamento será à tarde.

O vereador Astro de Ogum, que era um dos seus maiores apoiadores,  emitiu nota de pesar. Disse ele:  “Com profundo pesar, que comunico o falecimento da amiga e defensora da Cultura Helena Leite, que veio a óbito na madrugada de hoje (30), na UPA do Vinhais. Em meio a grande tristeza gerada por essa inesperada e precoce partida, de uma mulher que é e sempre será minha amiga, venho por meio desta nota deixar o meu pesar e a minha solidariedade a toda sua   família  e a cultura que acaba de perder uma defensora”.

O Sindicato dos Jornalistas também emitiu nota de pesar. Segundo seu presidente, Douglas Cunha, “a radialista, considerada um ícone da cultura maranhense, já estava com alguns problemas de saúde. Nos últimos meses, já um tanto debilitada, estava se submetendo, semanalmente, a sessões de hemodiálise”.

Eis a nota de pesar do Sindicato dos Jornalistas:

Com profunda tristeza registramos o falecimento da radialista e folclorista Helena Leite, defensora incansável da cultura popular, que marcou época no Rádio maranhense com passagem por diversas emissoras como Educadora, Difusora, Timbira, Capital e outras sempre com programas em que defendia com muita coragem e compromisso o folclore da nossa terra.
Enviamos à família e amigos da prateada os nossos pêsames e solidariedade com nossa saudade.

Douglas Cunha
Presidente
SINJOR-Slz

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui