Em sua sétima edição, Olimpíada de Língua Portuguesa divulga lista com sete professoras do Maranhão entre os finalistas

0
416

Concurso recebeu 112 mil inscrições de mais de de 3,8 mil pessoas 

Sete professores do Maranhão são finalistas na Olimpíada de Língua Portuguesa, que selecionou 80 trabalhos desenvolvidos por professores e seus estudantes de escolas públicas de todo o país (lista completa aqui). A partir de agora, inicia-se a última etapa do concurso, que revelará no próximo dia 10 de dezembro os 20 vencedores nacionais, sendo quatro professores e suas turmas em cada categoria.

Os Relatos de Prática, juntamente com a Linha do Tempo e o Álbum da Turma, apresentaram as experiências coletivas vivenciadas durante o trabalho de produção textual de cada gênero indicado pelo concurso:  poema (5º ano), memórias literárias (6º e 7º), crônica (8º e 9º), documentário (1ª e 2ª séries do Ensino Médio) e artigo de opinião (3ª série do Ensino Médio).

O concurso, que integra o programa Escrevendo o Futuro, recebeu mais de 112 mil inscrições nesta 7ª edição e teve a adesão de todos os estados brasileiros, 3.877 municípios e mais de 27 mil escolas inscritas. O objetivo é apoiar os professores da rede pública no aprimoramento das práticas de ensino de leitura e escrita.

Neste ano, a Olimpíada trouxe um novo formato com foco na valorização da prática e do trabalho desenvolvido pelos docentes e no reconhecimento de produções realizadas por todos os alunos de forma coletiva.

Nos encontros criados para atividades de cada categoria, professores e alunos classificados participaram de discussões, palestras, atividades formativas e culturais, que ocorreram por meio de um ambiente virtual de aprendizagem criado especialmente para a etapa semifinal.

Para esta etapa final, a comissão julgadora é composta por especialistas em língua portuguesa, com experiência em trabalhos dessa natureza e familiaridade com o ensino e a prática de leitura e escrita, além de representantes das instituições parceiras, que irão avaliar os trabalhos apresentados.

Entre as premiações para os vencedores estão notebooks para os docentes e tablets para os estudantes. As escolas dos vencedores também receberão acervos de livros para a biblioteca e placas de homenagens.

O Programa Escrevendo o Futuro é realizado pelo Itaú Social com a coordenação técnica do CENPEC. Conta com a parceria do MEC (Ministério da Educação), da Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), do Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação), da Fundação Roberto Marinho e do Canal Futura.

Eis a lista dos classificadas no Maranhão:

Crônicas

  • Eliane dos Santos Gomes (Centro Educacional Vieira da Silva – Araguanã) – O Desafio Escolar em Tempos de Coronavírus;
  • Dayane da Costa Silva (UEF Deputado Elígio Almeida – Bacabal) – Ressignificação: A Metodologia Para Uma Nova realidade;

Documentário

  • Eva dos Santos (CE Henrique de Lá Roque – João  Lisboa) – Produção, Câmara e Ação

Memórias Literárias

  • Maria de Fátima Souza Lima (E.M. Presidente Costa e Silva
    – Senador Henrique La Roque) – Tempos Remotos são Memórias em Tempos de Aulas Remotas, Hoje;
  • Valdinete Maciel Nascimento (EMEF Antônio Pereira da Silva – Timon) – Superando Desafios;
  • Helayne Gonçalves dos Santos Melo (EM Gastão Vieira – São Roberto) – Relato de Prática a Necessidade da Leitura para a Prática da Produção Textual;
  • Raimunda de Jesus Matos Silva (Escola Municipal Jeferson Moreira – Esperantinópolis) – Utopia de Conhecimentos: Realidades de Conquistas da OLP
Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação