Alumar quer mais mulheres nos espaços que eram dominados pelos homens na fábrica

0
91

GIRO ECONÔMICO

Capacitação de mulheres para Alumar

O Consórcio Alumar fechou com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), órgão vinculado ao Sistema Federação das Indústrias ((Fiema), para aumentar o número de mulheres em seu quadro de funcionários – inclusive na produção de alumina e alumínio, um ambiente tradicionalmente masculino. A capacitação será pelo Projeto Mulheres na Redução Alumar, que vai formar 50 profissionais para o setor de operação do Smelter para iniciarem as atividades em abril deste ano.

Segundo Raiane Oliveira, gestora de RH da Alumar, a escolha do Senai para formação dessas mulheres se deve à competência histórica que o órgão conquistou como um centro de educação profissional. “Valorizamos a oferta de um bom ensino e, ao longo dos anos de parceria, o Senai tem demonstrado muito comprometimento com a formação dos seus alunos, o que, consequentemente, impacta na qualidade dos profissionais que se apresentam.

Os cursos de formação requisitados pela Alumar serão na área de operador de processo em alumínio (OPMA) e técnico em eletromecânica com previsão de início para a segunda quinzena de fevereiro.

Negócios para fornecedores

O Programa de Desenvolvimento de Fornecedores do Maranhão (PDF), gerido pela Federação das Indústrias do Maranhão (Fiema), vai coordenar rodas de negócios do Consórcio de Alumínio do Maranhão (Alumar) com possíveis fornecedores já com vistas à retomada da produção de alumínio pela multinacional. Com o investimento R$ 910 milhões, a Alumar vai reativar sua principal atividade, que está suspensa desde 2015, o que deve gerar mais de 2,5 mil oportunidades de empregos, diretos e indiretos.

Comércio de milho

O Governo Federal publicou lei que institui o Programa de Venda em Balcão (ProVB), com o objetivo de promover o acesso do pequeno criador de animais aos estoques públicos de milho. Com a norma, a Conab poderá comercializar o produto para criador que tenha a Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP-Pronaf) ativa, ou outro documento que venha a substituí-la. A norma também prevê a inclusão dos aquicultores entre o público beneficiado pelo Programa.

Em visita a Grajaú, para onde levou benefícios do Governo do Estado a famílias desabrigadas pelas enchentes, o vice-governador Carlos Brandão com o prefeito Mercial Arruda (D)

Empresas ativas

O Maranhão alcançou 358.189 empresas ativas em 2021. O saldo é 96,8% maior que em 2015, quando este número era de 182 mil. Os dados integram o levantamento estatístico da Junta Comercial do Maranhão, que também revela que o estado conseguiu manter seis anos consecutivos de recordes de empresas formalizadas.

Lençois Maranhenses

O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA) e o Delta do Parnaíba (PI) foi destaque do Dica De Destino (DDD) da semana passada, de autoria da atriz e apresentadora Antônia Fontenelle. A websérie DDD traz, quinzenalmente nas redes sociais do MTur, vídeos curtos de personalidades dos mais variados segmentos, recomendando cidades e atrativos turísticos nacionais que merecem ser descobertos pelos turistas. Antônia Fontenelle é atriz, apresentadora e influenciadora digital.

Monitoramento por drones

Com o objetivo de garantir mais segurança, reduzir o tempo da operação portuária e aumentar a produtividade, por intermédio da Escola de Pilotos, a VLI vem investindo na capacitação de pilotos de drones para operarem no Terminal Portuário de São Luís (TPSL). Os drones atuam no monitoramento da operação, por meio de rota previamente programada pelos operadores, como equipamentos auxiliares para ações preventivas e na leitura de calado. A ideia foi implantada em 2020 e mostra bons resultados desde então.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui