Caixa Econômica apresenta suas linhas de crédito para o Plano Safra

8

Custeio, investimento, comercialização e industrialização

A Caixa oferta, por meio do Plano Safra 2024/2025, suas principais linhas de crédito rural para agricultores familiares, pequenos e médios produtores, além de agroindústrias e cooperativas. Para a agricultura familiar, disponibiliza linhas para auxiliar no desenvolvimento dessa modalidade de produção agrícola, proporcionando crédito mais barato e maior rentabilidade para a colheita.

O banco possui linhas de crédito para os principais responsáveis pela produção dos alimentos consumidos pela população brasileira, incluindo assentados da reforma agrária, silvicultores, extrativistas enquadrados no Pronaf.

Modalidades do Crédito Rural Caixa:

    • Custeio Caixa – O crédito Custeio Caixa é utilizado para cobrir despesas da produção agrícola, como aquisição de insumos, sementes, fertilizantes e defensivos. Pode também ser utilizado na atividade pecuária para as despesas com compra de vacinas, medicamentos, rações, além da aquisição de animais para recria e engorda, quando se tratar de empreendimento conduzido por produtor rural independente.
    • O pequeno produtor pode solicitar crédito com taxa pré-fixada, a partir de 2,00% a.a. pelo Pronaf Custeio. O médio produtor tem à disposição o Custeio Pronamp, com taxa pré-fixada de 8,00% a.a.. Demais Produtores têm acesso a crédito com taxa pré-fixada, a partir de 12,00% a.a. Cooperativas podem solicitar crédito com taxa pré-fixada de 11,50% a.a..
    • No Pronaf Custeio Mulher, a Caixa dispõe de taxas diferenciadas para atendimento das produtoras rurais, com redução de 0,5% em relação aos percentuais usualmente comercializados.
    • Investimento Caixa – Com o financiamento Caixa, o produtor rural pode financiar a implantação, ampliação ou modernização da infraestrutura de produção e a realização de serviços relacionados à melhoria da atividade agropecuária na propriedade, além de viabilizar a aquisição de bens ou serviços cuja utilização se estenda por vários períodos de produção.
    • O pequeno produtor tem acesso ao Pronaf com taxas pré-fixadas a partir de 2,50% a.a.. Os outros produtores têm acesso a outras linhas de crédito com taxa pré-fixada a partir de 7,00% a.a.
    • Comercialização – O crédito para Comercialização tem o objetivo de viabilizar ao produtor rural ou às suas cooperativas os recursos necessários à comercialização de seus produtos, com as finalidades de suprir recursos às cooperativas, permitir o armazenamento e conservação dos produtos agropecuários e garantia de preços ao produtor.
    • Os produtores dispõem de taxas pré-fixadas a partir de 12,00% a.a.. As linhas para Comercialização de Adiantamento a Cooperados possuem taxas pré-fixadas de 11,50% a.a.
    • Industrialização – O crédito de industrialização visa disponibilizar recursos às cooperativas ou agroindústrias para o financiamento das despesas inerentes ao processo de industrialização ou beneficiamento de produtos agropecuários.
    • Cooperativas de pequenos produtores podem solicitar o crédito Industrialização Pronaf com taxas pré-fixadas a partir de 5,00% a.a.. Demais cooperativas de produção podem contratar com taxa pré-fixada de 11,50% a.a..
    • Para pequenos e médios produtores, a Caixa oferece ainda o Proagro, programa do governo federal que pode garantir para o produtor rural as obrigações financeiras relativas aos financiamentos rurais de custeio agrícola com recursos controlados no valor de até R$ 270 mil quando a lavoura tiver sua receita reduzida devido a eventos climáticos, pragas ou doenças sem controle.
    • Mais informações sobre as linhas de crédito rural da Caixa podem ser consultadas no site do banco.

Plano Safra 2024/25 – O Governo Federal anunciou R$ 508,59 bilhões para o desenvolvimento dos médios e grandes produtores rurais, incluindo cooperativas. Para a agricultura familiar, foram anunciados R$ 76 bilhões, o maior volume de recursos da história. O Plano Safra 2024/2025 mantém em 30% a exigibilidade de direcionamento dos Recursos Obrigatórios. Também foi mantida a subexigibilidade do Pronaf em 30%, do Pronamp em 45% e para as demais, em 25%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui