Com um a menos em campo, Palmeiras empata com Tucumán

0
1085

O Palmeiras, mesmo com um jogador a menos, ficou num empate em 1 a 1 diante do Tucumán na noite desta quarta-feira (08), em San Miguel de Tucumán (Argentina), pela Copa Libertadores. Com a igualdade no placar, ambas as equipes somaram um ponto pelo Grupo 5 do torneio.

A equipe alviverde retorna a campo no próximo sábado (11), às 16h, contra o São Paulo, no Allianz Parque, pela 8ª rodada do Campeonato Paulista. Já pela competição sul-americana, o Palmeiras enfrenta o Jorge Wilstermann-BOL na próxima quarta-feira (15), às 21h45, também na casa palestrina.

Nos quinze primeiros minutos, jogo foi equilibrado e truncado, com poucas ações de perigo e muitos erros de passe para ambos os lados. Aos 18 e aos 21 da etapa inicial, Vitor Hugo, em duas faltas, levou dois cartões amarelos e deixou o Verdão com dez em campo. Eduardo Baptista, de prontidão, sacou Michel Bastos e colocou Antônio Carlos para reforçar o setor defensivo. No entanto, no primeiro ataque após a expulsão, após bola levantada pela esquerda, Zampieri abriu o placar para os argentinos.

O Palmeiras passou a ter Dudu como o articulador das jogadas de ataque. Aos 32, o camisa 7 deixou Borja na cara do gol, para boa defesa do goleiro rival. Sete minutos depois, em bola perigosa alçada pelo capitão palmeirense, Thiago Santos desviou para dentro da área. Keno, livre, igualou para o Verdão.

Após o gol, o nervosismo trocou de lado. Dudu continuou afiado nos cruzamentos: aos 44, Borja subiu mais que os defensores do Tucumán e tocou de cabeça para defesa importante de Lucchetti. O palestrino teria outra bola para lançar na área, mas o árbitro encerrou o primeiro tempo sem permitir a cobrança de falta.

Apesar do retorno melhor do adversário para a segunda etapa, as melhores chances continuavam com o Verdão, com Borja. Aos 15, em bela jogada de Dudu, o colombiano ficou livre para marcar, mas mandou para fora. Três minutos depois, Eduardo, após sentir cãibra, Keno deu lugar a Róger Guedes, estreante em Libertadores na carreira.

Bem postado defensivamente mesmo com dez no gramado, o Verdão levava perigo no ataque. Dudu incomodou a zaga do Tucumán com boas jogadas pelas pontas. Aos 34, após cruzamento de Jean, o camisa 7, por alguns centímetros, quase marcou de cabeça o segundo gol do Verdão.

Os minutos finais de jogo foram dramáticos. Apesar do lá e cá, o Alviverde continuou firme na retaguarda e segurou a barra. Aos 39, Eduardo Baptista trocou Borja por Willian. O Palmeiras segurou o resultado até os minutos finais, e, de forma heroica, saiu da partida com o empate.

(Com dados e imagem do Palmeiras)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação