Presidente Jair Bolsonaro autoriza estudos para federalizar MA 006 entre Balsas e Alto Parnaíba

0
1260

Rodovia é de grande importância para escoamento da produção agrícola na região do Matopiba

AQUILES EMIR

O presidente Jair Bolsonaro autorizou o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT) a fazer estudos com vistas à federalização de 231 quilômetros da MA 006, entre as cidades de Balsas e Alto Parnaíba. Caso haja a transferência de gestão, a estrada passará a ser continuidade da BR 235, que vai do Sergipe ao Pará e corta o Maranhão é Tocantins.

A ligação das duas rodovias começou em março com o início das obras de uma ponte sobre o Rio Parnaíba, entre Alto Parnaíba, no Maranhão, e Santa Filomena, no Piauí. A ponte, segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, deverá estar concluída em dezembro, ou seja, sua execução vai se dar em menos de um ano.

Para o presidente da Federação da Agricultura do Maranhão (Faema) e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae-MA), Raimundo Coelho, a ponte vai dar um impulso no agronegócio maranhense, pois facilitará o transporte de grãos entre os municípios de maior tradição agricola na região doMatopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).

A MA 006 é chamada de rodovia da integração maranhense, pois começa na Baixada Maranhense e vai até o Sul do Estado. Historicamente, no entanto, tem sido uma estrada de muitos problemas, haja vista o Governo do Estado não ter sido capaz de manter a sua conservação.

A federalização poderá facilitar também a concretização do Anel da Soja, qud interliga os principais municípios produtores de grãos do Sul do Maranhão, tendo Balsas como o mais importante.

O senador Roberto Rocha (PSDB), que se apresenta como um dos políticos que mais se empenharam pela adoção da rodovia pelo Governo Federal, comemora. “Após um longo e cansativo trabalho, consegui convencer o presidente (Jair Bolsonaro) da necessidade de federalizar a MA-006”, diz ele.

Sobre os benefícios da mudança, o senador diz que isso “significa que o governo federal vai poder fazer essa rodovia estadual completamente destruída e abandonada no padrão DNIT”.

O anúncio do presidente Bolsonaro feito quinta-feira (29), na sua visita ao estado, não foi comentado pelo governador Flávio Dino (PCdoB), que se limitou a dizer que torce para que todas as promessas feitas sejam cumpridas.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação