Braide terá R$ 13,9 milhões a mais que Edivaldo Holanda Júnior em seu último ano de governo

0
183

Orcamento aprovado pela Câmara Municipal para este ano é R$ 3,5 bilhões

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), vai administrar este ano um orçamento R$ 13,9 milhões maior do que o administrador pelo antecessor Edivaldo Holanda Júnior (PDT) em 2020, seu último ano de governo. No dia 29 de dezembro, a Câmara Municipal de aprovou a Lei Orçamentária Anual 2021, que prevê todo o orçamento de R$ 3.501.640.568,36, enquanto em 2019 aprovou para 2020, R$ 3.497.698.924,02.

Para o relator da Comissão de Orçamento na Câmara, v Raimundo Penha (PDT), a peça elaborada pelo ex-prefeito Edivaldo Holanda para ser executada por Eduardo Braide, pode ser bem administrada, mas ele lembrou que a economia passa por um momento delicado, daí porque a diferença não foi expressiva.

“Vivemos ainda em um cenário de incerteza por causa da pandemia. O ambiente também é complexo, porque a LOA foi elaborada por um prefeito e será executada por outro. No entanto, a Câmara estará presente para ajudar o prefeito a fazer uma boa administração nos próximos anos”, frisou Penha.

De acordo com o presidente da Câmara, Osmar Filho (PDT), a LOA é uma das peças mais complexas, mas o parlamento discutiu de forma detalhada e priorizou pontos chaves. “Nós vamos entregar uma lei que vai permitir o prefeito governar e proporcionar melhoria de vida para a população de São Luís”, disse.

Para entregar o relatório final da lei, a Comissão de Orçamento do Legislativo seguiu um cronograma com audiências públicas; reunião com representantes do Executivo; e reunião com os vereadores, que apresentaram suas emendas ao orçamento.

De acordo com a Mensagem Nº 22, enviada pelo Executivo à Câmara Municipal, a prioridade para o ano seguinte será a Saúde, com R$ 964.455.694,00, e Educação, com R$ 714.699.341,12.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação