Bahia goleia Campinense e Vitória vence com placar simples pela Copa do Brasil

0
225

Times baianos vencem e garantem vaga na próxima fase

Com direito a hat-trick de Rossi, virada e pênalti defendido pelo goleiro do Campinense, o Bahia venceu na estreia da Copa do Brasil com uma glleada de 7 a 1 na noite desta terça-feira (09), no estádio Amigão, em Campina Grande (PB). Antes, outro representante baiano na competição, o Vitória, ganhou do Águia Negra, do Mato Grosso do Sul, por 1 a 0.

Nno Estádio Ninho da Águia, em Rio Brilhante (MS), o Vitória venceu com gol do atacante David. Com o resultado, a equipe baiana avançou para a segunda fase da competição.

Na goleada do Bahia, Rossi (três vezes), Juninho Capixaba (duas vezes), Gilberto e Kemerson (contra) construíram o placar elástico do tricolor, que está confirmado na próxima etapa da competição nacional. Antes disso, Cadu abriu o placar para o time rubro-negro.

O jogo – Após 29 anos, Campinense e Bahia se reencontraram pela Copa do Brasil. O Tricolor Baiano começou pressionando e, aos três minutos, Gilberto quase abriu o placar. Rossi cruzou e o atacante cabeceou forte para boa defesa do goleiro Rubens Júnior. Seis minutos depois, Gabriel Novaes tentou uma bicicleta, após bom passe de Rossi, mas a bola passou por cima do gol.

A Raposa acordou e abriu o placar, aos 17, com Cadu. O atacante aproveitou a sobra do chute de Ruan Carlos e balançou as redes no estádio Amigão. O Tricolor quase empatou um minuto depois, com Gabriel Novaes. O visitante não se abateu com o gol sofrido e continuou em busca do empate. Aos 19, após cobrança de escanteio, Lucas Fonseca cabeceou e Sérgio Vinícius salvou em cima da linha.

O empate do Esquadrão aconteceu com um golaço de Rossi, aos 23 minutos. O atacante recebeu um excelente passe de Daniel dentro da área, matou no peito e, de bicicleta, cobriu o goleiro deixando tudo igual em Campina Grande.

Sem diminuir o ritmo, o Tricolor virou a partida três minutos depois, novamente com Rossi. Gabriel Novaes chutou cruzado, a bola passou pelo goleiro e caiu nos pés do atacante, que marcou o segundo da noite. O Bahia ainda desperdiçou a chance de ampliar, aos 29, com Gilberto. O atacante sofreu um pênalti, ele mesmo cobrou e o goleiro do Campinense defendeu.

O time mandante tentou reagir na cobrança de tiro livre indireto, aos 40, mas Douglas Friedrich defendeu e a zaga baiana afastou. O rubro-negro paraibano ainda tentou pressionar no fim da primeira etapa, mas, aos 44, acabou sofrendo o terceiro gol em uma confusão na área. Júnior Gaúcho tirou a bola em cima da linha e no rebote ela parou nos pés de Gilberto. O atacante do Esquadrão chutou, o zagueiro Kemerson tentou afastar, mas acabou fazendo contra.

No segundo tempo, o Bahia transformou o resultado em goleada. Logo aos três minutos, Rossi marcou seu terceiro gol da noite depois de receber excelente passe de Gilberto. Artilheiro e garçom, ainda deu tempo de Rossi, aos 13, servir Juninho Capixaba. O atacante cruzou e o lateral chutou sem chances de defesa para o goleiro da Raposa Paraibana.

Com a goleada imposta, a equipe baiana diminuiu o ritmo e o mandante voltou a assustar aos, 22, com Jackinha. Cadu ajeitou a bola e o lateral soltou uma bomba contra o gol de Douglas. Cinco minutos depois, Daniel chutou forte de fora da área e o goleiro tricolor defendeu.

Mas a noite era do Bahia! Aos 36, Juninho Capixaba cruzou na área e a bola sobrou para o centroavante Gilberto marcar. Aos 43, Juninho Capixaba chutou bonito da entrada da área e deu números finais à goleada: 7 a 1 e vaga garantida na segunda fase da Copa do Brasil. O Esquadrão espera o vencedor do duelo entre Jaraguá (GO) e Manaus (AM).

(Com informações da CBF)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação