A coisa tá é verde: Palmeiras supera Flamengo e conquista a América pela terceira vez

0
342

Deyverson entrou na prorrogação e balançou as redes logo nos primeiros minutos 

Com direito a prorrogação e muita emoção em campo, o Palmeiras conquistou o tricampeonato da CONMEBOL Libertadores da América na tarde deste sábado (27). Em Montevidéu, capital do Uruguai, Raphael Veiga e Deyverson marcaram os gols palmeirenses na vitória por 2 a 1, enquanto Gabi balançou as redes pelo Flamengo.
Em 2020, o Palmeiras já havia conquistado a glória na América do Sul ao derrotar o Santos na decisão. Naquela ocasião, a final foi disputada no Maracanã. Os dois títulos se somam ao triunfo na Libertadores da América de 1999.

https://twitter.com/FoxSportsBrasil/status/1464726250795278340?t=pHQezQ7wWlmhq4mKUHXFmw&s=19

O jogo – Foi um primeiro tempo intenso em Montevidéu, com o Flamengo dominando a posse de bola durante a maior parte do tempo, mas com o Palmeiras na frente do placar desde os 4 minutos de jogo.
No lance que abriu a contagem do marcador, Gustavo Gomez deu lindo lançamento para Mayke, que recebeu nas costas da zaga Rubro-Negra. O lateral levantou a cabeça, achou Raphael Veiga entrando em velocidade na frente da área. O meia bateu de primeira e balançou as redes de Diego Alves.
No segundo tempo, já com Renê no lugar de Filípe Luís, substituído ainda na primeira etapa após sentir uma lesão, o Flamengo manteve a mesma dinâmica de controlar a posse de bola e dominar as ações ofensivas, enquanto o Palmeiras se fechou e buscou explorar os contra-ataques.
Aos 27 minutos do segundo tempo, o Rubro-Negro foi premiado pela insistência no ataque. Gabi recebeu passe de De Arrascaeta e finalizou com perfeição. A bola passou entre Weverton e a trave, no único lugar possível, e deixou tudo igual no placar.
Sem que a rede balançasse novamente, as duas equipes foram para a prorrogação após os 90 minutos iniciais. E foi aí que brilhou a estrela de Deyverson. Colocado em campo por Abel Ferreira justamente para o tempo extra, o atacante roubou a bola de Andreas Pereira, avançou e deu números finais ao jogo.
Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação