Abav Expo movimenta receita bruta de R$ 84,5 milhões para o estado de Pernambuco

21

Evento trouxe qualidade de público, segundo pesquisa 

Os indicadores econômicos da ABAV Expo, segundo a pesquisa realizada pela Secretaria de Turismo e Lazer do Estado de Pernambuco, por meio da EMPETUR e com o apoio do Observatório do Turismo, de 21 a 23 de setembro de 2022 no Centro de Convenções de Pernambuco, demonstram que a rede hoteleira no Grande Recife (Recife/Olinda e Jaboatão dos Guararapes) teve uma ocupação média de 88,52%.

O fluxo de hóspedes nos hotéis foi de 26.017 turistas, com uma estadia média de 4,5 dias e valor médio de R$2.199,36. A receita turística bruta no período foi de R$84,5 milhões.

Entre as ocupações principais dos participantes, destaque para empresários (33%) e assalariados com registro (28%).

Dos visitantes entrevistados, 54,9% são mulheres, já sobre o total – a maioria tem de 36 a 50 anos (46,5%), 85,5% tem nível superior e renda mensal média de 3 até 10 salários mínimos (63,1%). Deles, 88,1% fizeram a viagem principalmente para atender a ABAV Expo.

Em números percentuais os visitantes pertenciam às seguintes regiões brasileiras: 46,4% provindos do Nordeste; 29,3% do Sudeste; 9,5% do Norte; 7,5% do Sul e 7,3% do Centro Oeste, um excelente mix de visitação para quem quer fazer negócios com todas as regiões do país.

Dos visitantes internacionais e respondentes da pesquisa, 27,3% eram alemães, 27,2% argentinos, enquanto colombianos, portugueses, espanhóis, norte-americanos e uruguaios também marcaram presença.

A ABAV Nacional constatou que no total, o evento contou com 25.870 visitantes e a média histórica de 45% de agentes de viagens manteve-se.

“Os números comprovam que a ABAV Expo proporciona um mix de visitantes único. É um momento do mercado em que se pode fazer contato com todo o Brasil e com parceiros internacionais importantes, aprender e expandir conhecimento através das capacitações e debates e estar por dentro das tendências do setor.” comenta Magda Nassar, presidente da ABAV Nacional.

Para o Rio, a ABAV Nacional espera maior representação do Sul e Sudeste e um número de visitantes pelo menos 15% maior.

“Manteremos o foco na qualidade de geração de negócios, público e resultados. O Rio tende a ser outro evento épico, com maior presença inclusive de estrangeiros. Enquanto isso, mantemos o fomento do Turismo como nossa base de atuação, fato também que se reverte nos resultados gerais da feira em termos de qualidade de negócios e visitação”, comenta Magda Nassar, presidente da ABAV Nacional.

Para a Secretária de Turismo e Lazer de Pernambuco, Milu Megale, os indicadores demonstram a importância da realização de eventos de grande porte no Centro de Convenções como a ABAV Expo. “Isso se reflete no impacto na economia local e na atividade turística, agregando fluxo e receita, reduzindo os efeitos da sazonalidade da atividade, visto que o turismo de negócios é capaz de movimentar o destino de janeiro a janeiro.”

Um dado importante é que o visitante da ABAV possui um alto potencial turístico a ser explorado. “Vimos que a maioria (55%) declarou que o fato do evento acontecer em Pernambuco influenciou na decisão de viagem”, acrescenta. Além disso, 96% dos entrevistados declararam intenção em retornar, possivelmente trazendo a família na futura viagem e 55% deles prolongaram a estadia durante o evento para curtir o destino.