Advogados de Lula negam fortuna de R$ 256 milhões deixada por Dona Marisa em aplicações financeiras

0
1794

AQUILES EMIR

Em nota divulgada na tarde desta sexta-feira (10), os advogados do ex-presidente Lula classificam como “inverídica” a notícia de que o espólio da ex-primeira dama Marisa Letícia Lula da Silva seria proprietário de CDBs no valor de R$ 256 milhões. A notícia, publicada em diversos veículos de comunicação  foi repercutido nas redes sociais pelos filhos de Jair Bolsonaro e simpatizantes do presidente é se tornou um dos assuntos mais comentados.

De acordo com a notícia, o juiz Carlos Henrique André Lisbôa, que assumiu o processo de inventário da ex-primeira dama, pediu esclarecimentos ao viúvo ex-presidente sobre uma aplicação de 2.566.468 unidades de CDB, com vencimento em 18 de maio e cujo emissor é o Bradesco.

Lisboa quer que o inventariante (Lula) esclareça “se tal investimento” refere-se a contratos juntados aos autos que estipulariam valor de R$ 100 para cada unidade do CDB.

Caso cada título corresponda a esse valor, o investimento da ex-primeira dama chegaria a ordem de R$ 256,6 milhões. Lula tem 20 dias para responder ao questionamento.

Contestacao – A assessoria jurídica do ex-presidente diz, no entanto, que houve um erro de digitação que elevou o valor em 100 vezes mais, ou seja, a aplicação seguia de R$ 2,5 milhões. Eis a nota dos advogados de Lula:

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação