Após reação do agro, PT recua e promete tirar a expressão “regulação da agroindústria” do programa de Lula

0
295

Aluísio Mercadante diz que foi equívoco esse tipo de proposta

Após reação negativa no setor produtivo, principalmente nos segmentos agropecuário e industrial, o Partido dos Trabalhadores recuou e disse que a inclusão do termo “regulação da agroindústria” na diretriz do programa de governo da chapa Lula/Alckmin protocolado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) foi um “erro de revisão”. A assessoria do coordenador do programa de governo do Partido dos Trabalhadores (PT), ex-ministro e ex-senador Aloizio Mercadante.

De acordo com a equipe comandada por Mercadante, o termo “regulação da agroindústria” será retirada da versão final do programa. Segundo o PT, tal definição não fazia parte da edição anterior que a imprensa teve acesso.

Apesar da revisão, o conteúdo restante da diretriz será mantido, informou a coordenação do partido. O texto fala em “agregar valor à produção agrícola” com a constituição de uma agroindústria de “primeira linha e de alta competitividade mundial”.

Também consta na diretriz de governo do PT o fortalecimento da produção nacional de insumos, máquinas e implementos agrícolas para fomentar o desenvolvimento do complexo agroindustrial.

A presença do termo regulação desagradou a representantes do agronegócio. O setor teme que a regulação citada no texto seja uma referência à eventual interferência do governo no mercado com controle das exportações e da produção.

(Com informações do Canal Rural)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação