Alunos da UFMA recebem tablet e chip para acompanharem aula à distância pela internet

0
332

Com a aprovação do calendário acadêmico em formato de ensino emergencial remoto (para os cursos que optarem somente pelo ensino à distância) e híbrido (para algumas áreas que necessitam de parte das aulas presenciais e outra parte podem ser remotas), a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) buscou parcerias com instituições a fim de viabilizar soluções de acesso àqueles estudantes que não dispõem de dispositivos móveis e acesso à internet, e inclui-los digitalmente para que não haja prejuízo no ensino.

Os editais, um de empréstimo de tablets (que já dão acesso à internet) e o outro somente pacote de dados para acesso à internet, que pode ser utilizado em aparelhos celulares, foram lançados nesta segunda-feira (27) pelo reitor Natalino Salgado e contou com a presença de pró-reitores, diretores de centro e de campus, professores e estudantes.

Os equipamentos são destinados a discentes regulamente matriculados nos cursos de graduação presenciais da UFMA, com a finalidade de proporcionar aos estudantes condições de acesso aos meios tecnológicos (equipamentos) e técnicos (internet), para a realização das atividades remotas do calendário acadêmico. Há duas modalidades.

Os contemplados pelo empréstimo de tablets receberão o auxílio de inclusão digital enquanto durar o período letivo no ano de 2020. Para inscrição, o discente deverá atualizar os dados pessoais no Portal do Discente, na opção “Meus dados pessoais”, localizada na seção da foto do aluno.

É necessário atualizar a renda familiar, quantidade de membros do grupo familiar e número de telefone. Se não tiver telefone celular, o discente deve deixar a informação em branco.

O edital modalidade pacote de dados, para acesso à internet, em consonância com o cronograma da contratação emergencial de pacote de dados móveis do Serviço Móvel Pessoal, é voltado para os estudantes em condição de vulnerabilidade socioeconômica de universidades públicas federais (IFES) da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Os estudantes têm até o dia 09 de agosto, para acessar o SIGAA, no menu Bolsas/Voluntariado e aderir ao cadastro único, preencher as informações e aceitar as condições de participação. Ao se inscrever, o aluno deve declarar que não dispõe de acesso à internet compatível com as necessidades e não possui equipamento para acompanhar e desenvolver as atividades acadêmicas remotas.

O pró-reitor de assistência estudantil, Leonardo Soares, diz que “o lançamento dos editais em caráter emergencial é fruto da consolidação de um trabalho que teve início logo após a suspensão do calendário acadêmico e que vem há mais de 120 dias trabalhando em várias ações, contando com o empenho da reitoria, dos pró-reitores, estudantes e professores. O reitor Natalino Salgado não tem medido esforços para que as dificuldades acadêmicas sejam superadas. A vida é combate, e a UFMA é combate”, disse.

Rede nacional – A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), por iniciativa do MEC/SESU, vai contratar o pacote de dados móveis do Serviço Móvel Pessoal (SMP), para os estudantes em condição de vulnerabilidade socioeconômica, de Instituições Federais de Ensino Superior, para o desenvolvimento e continuidade de suas atividades acadêmicas remotas, fora do câmpus de sua instituição de ensino, de forma emergencial, em adaptação e inclusão segura, no contexto da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

O reitor Natalino Salgado fez uma breve apresentação das ações que Universidade vem desenvolvendo, a fim de garantir o acesso de todos os estudantes às plataformas digitais. “Esse novo calendário, que tem início em setembro, é flexível, permite que os alunos e professores criem alternativas, com base na fragilidade que cada um vivencia. Nenhum aluno será afastado das suas atividades acadêmicas por não conseguir o acesso ao ensino remoto nem será prejudicado. Os meios que hoje utilizamos são para facilitar a vida tanto do professor quanto do aluno”, afirmou. 

O presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Marcone Silva, elogiou a iniciativa e destacou que essa era uma demanda do corpo estudantil, ainda mais no contexto da pandemia. Já o presidente da Atlética Guará, David Boaventura, cumprimentou a gestão superior e fez elogios à proximidade da atual gestão com as atividades esportivas promovidas pelas atléticas.

Para obter mais informações, acesse os editais:

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação