Apesar das restrições ao setor produtivo, safra agrícola aumenta 8,5% no Maranhão

0
346

AQUILES EMIR

Apesar das proibições impostas pelo poder ao setor produtivo como estratégia para conter a pandemia de coronavírus, o Maranhão deverá registrar um aumento de 8,5% na colheita de grãos na safra 2019/20, segundo estimativa divulgada nesta quinta-feira (09) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

De acordo com o levantamento, o aumento é consequência da ampliação da área plantada, de 1,572 milhão para 1,609 milhão de hectares, bem como da produtividade, que variou de 3.152 a 3.342 quilos por hectare.

A soja continua sendo a cultura com maior volume de produção, seguida do milho. Confira o desempenho de cada cultura em toneladas:

  • Soja – 3,105 milhões
  • Milho – 2,004 milhões
  • Arroz – 151,8 mil 
  • Algodão – 103,9 mil
  • Feijão – 29,7 mil

Brasil – Segundo a Conab, em todo o Brasil, os agricultores seguem as atividades dentro da normalidade, com adoção dos cuidados recomendados pelo Ministério da Saúde e a Organização Mundial de Saúde (OMS), além de continuar com os tratos culturais, como adubação e aplicação de defensivos no período recomendado.

Com isso, a estimativa brasileira da produção de grãos passou de 251,9 milhões de toneladas para 251,8 milhões de toneladas. A queda total foi de cerca de 100 mil toneladas, mantendo ainda níveis recordes de colheita, como indicado pelo 7º Levantamento da Safra divulgado nesta quinta-feira (9) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Este volume deve ser registrado em uma área total cultivada de 65,1 milhões de hectares. A soja e o milho são os produtos que impulsionam o bom resultado. A oleaginosa deve apresentar uma produção de 122,1 milhões de toneladas. O maior desempenho já registrado da cultura acontece mesmo com os problemas climáticos ocorridos no Sul do país, sobretudo no Rio Grande do Sul. Nas demais regiões, o clima favoreceu e, aliado ao crescimento na área de 2,7% em relação à última temporada, a soja segue como um dos principais produtos da safra.

Culturas – Além de milho e soja, algodão, arroz, feijão e sorgo devem registrar incremento na produção, o que influencia positivamente no número final da safra brasileira. No caso do arroz, este aumento acompanha uma queda de plantio do grão em área sequeira. Mas este movimento é seguido também de uma maior proporção do cultivo da cultura em áreas irrigadas, que geram maiores produtividades. Aliado a isso, o contínuo investimento do rizicultor em tecnologias permite a manutenção da produção, ajustada ao consumo nacional.

O algodão também deve apresentar a maior produção já registrada na série histórica, com uma colheita estimada em 2,88 milhões de toneladas da pluma do grão, influenciada pelos grandes investimentos no setor e pela expansão de área cultivada, aliada às boas condições climáticas encontradas nas principais regiões produtoras.

COMPARATIVO DE ÁREA, PRODUTIVIDADE E PRODUÇÃO DE GRÃOS – PRODUTOS SELECIONADOS(*)
SAFRAS 2018/19 E 2019/20
REGIÃO/UF ÁREA (Em mil ha) PRODUTIVIDADE (Em kg/ha) PRODUÇÃO (Em mil t)
Safra 18/19 Safra 19/20 VAR. % Safra 18/19 Safra 19/20 VAR. % Safra 18/19 Safra 19/20 VAR. %
(a) (b) (b/a) (c) (d) (d/c) (e) (f) (f/e)
NORTE       3.096,5       3.248,4       4,9          3.281          3.375        2,9        10.158,9        10.964,3        7,9
RR            72,4            79,1       9,3          3.913          3.996        2,1            283,3             316,1      11,6
RO          576,7          603,9       4,7          3.802          3.828        0,7          2.192,4          2.311,5        5,4
AC            47,5            47,5         –          2.042          2.112        3,4              97,0             100,3        3,4
AM            17,9            18,8       5,0          2.162          2.234        3,3              38,7               42,0        8,5
AP            24,1            24,4       1,2          2.506          2.574        2,7              60,4               62,8        4,0
PA          905,5          946,0       4,5          2.907          2.929        0,7          2.632,1          2.770,6        5,3
TO       1.452,4       1.528,7       5,3          3.343          3.507        4,9          4.855,0          5.361,0      10,4
NORDESTE       8.019,7       8.201,9       2,3          2.414          2.510        4,0        19.358,7        20.590,6        6,4
MA       1.572,5       1.609,4       2,3          3.152          3.342        6,0          4.956,2          5.379,1        8,5
PI       1.499,6       1.549,4       3,3          2.950          3.041        3,1          4.424,4          4.711,8        6,5
CE          872,6          967,8     10,9             593             618        4,1            517,8             597,9      15,5
RN          106,6          106,6         –             596             487     (18,3)              63,5               51,9     (18,3)
PB          188,1          202,4       7,6             396             445      12,3              74,5               90,0      20,8
PE          452,3          454,5       0,5             497             604      21,4            224,9             274,3      22,0
AL            65,9            65,9         –          1.332          1.085     (18,5)              87,8               71,5     (18,6)
SE          157,3          157,3         –          5.097          4.148     (18,6)            801,7             652,5     (18,6)
BA       3.104,8       3.088,6      (0,5)          2.644          2.837        7,3          8.207,9          8.761,6        6,7
CENTRO-OESTE     26.881,4     28.027,8       4,3          4.140          4.281        3,4      111.285,4      119.999,0        7,8
MT     16.183,5     17.136,3       5,9          4.171          4.281        2,6        67.494,4        73.356,8        8,7
MS       4.871,2       4.951,6       1,7          3.760          4.047        7,6        18.318,0        20.037,8        9,4
GO       5.665,0       5.777,8       2,0          4.349          4.456        2,5        24.638,2        25.747,8        4,5
DF          161,7          162,1       0,2          5.163          5.284        2,4            834,8             856,6        2,6
SUDESTE       5.656,6       5.873,1       3,8          4.032          4.266        5,8        22.809,0        25.055,6        9,8
MG       3.453,1       3.557,0       3,0          4.114          4.289        4,3        14.206,2        15.256,1        7,4
ES            26,3            25,9      (1,5)          1.749          1.799        2,9              46,0               46,6        1,3
RJ             3,0             3,0         –          1.967          2.067        5,1                5,9                6,2        5,1
SP       2.174,2       2.287,2       5,2          3.933          4.261        8,4          8.550,9          9.746,7      14,0
SUL     19.608,0     19.758,6       0,8          4.001          3.805       (4,9)        78.447,5        75.185,4       (4,2)
PR       9.649,5       9.687,8       0,4          3.757          4.216      12,2        36.251,0        40.842,3      12,7
SC       1.255,7       1.271,5       1,3          5.264          5.173       (1,7)          6.609,6          6.577,3       (0,5)
RS       8.702,8       8.799,3       1,1          4.089          3.155     (22,8)        35.586,9        27.765,8     (22,0)
NORTE/NORDESTE     11.116,2     11.450,3       3,0          2.655          2.756        3,8        29.517,6        31.554,9        6,9
CENTRO-SUL     52.146,0     53.659,5       2,9          4.076          4.104        0,7      212.541,9      220.240,0        3,6
BRASIL     63.262,2     65.109,8       2,9          3.826          3.867        1,1      242.059,5      251.794,9        4,0
Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação