Após anunciar eventos com até cem pessoas, Flávio Dino libera futebol com 6 mil torcedores

0
748

Concessão a futebol permitirá até 6 mil pessoas no Castelão 

AQUILES EMIR

Depois de anunciar,  semana passada, que eventos no Maranhão, a partir do dia 17 poderão ter, no máximo, 100 pessoas, a fim de evitar aglomerações que possam facilitar a transmissão de coronavírus, o governador Flávio Dino (PCdoB) estaria inclinado a fazer uma concessão ao futebol, permitindo que as partidas pela final do Campeonato Maranhense possam ter até 6 mil torcedores. Os dois jogos, entre Moto e Sampaio, somarão 12 mil pessoas.

De acordo com o blog de Diego Emir, que deu a notícia em primeiro mão, com esta concessão  o Maranhão passará a ser o primeiro estado do país a liberar presença de torcedores em estádios de futebol e “servir de modelo para os demais”.

A decisão de liberar torcida foi após reunião com a diretoria da Federação Maranhense de Futebol (FMF) e dos times finalistas do Campeonato Maranhense: Sampaio e Moto. O secretário de Saúde, Carlos Lula, que é  também presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), fixou em 6 mil o número de torcedores os joggos dos dias 16 e 22 de maio.

Od evento, além de contar com medidas sanitárias adequadas, contará com uma pesquisa por amostragem, realizada por equipe técnica da SES. “É possível, seguindo modelos exitosos, retomar de maneira gradativa e responsável, algumas atividades que envolvam um número considerável de pessoas”, diz o secretário.

De acordo com o secretário de Saúde, poderá adquirir ingresso e comparecer ao estádio que apresentar comprovação da vacinação (duas doses) ou que apresentarem exame PCR negativo para Covid-19 efetuado até 48h antes do jogo ou exame de antígeno negativo para Covid-10 efetuado até 48h antes do jogo.

Por se tratar de um evento teste, a dinâmica do jogo será diferente das outras ocasiões. Não será permitida aglomeração no entorno do estádio. Uma vez que o torcedor, com seu ingresso e documentação em ordem, passar na triagem, ele não poderá sair do estádio.

Uma vez que, por quaisquer motivos, ele tenha de se ausentar, não poderá retornar. Tanto a Polícia Militar como o Corpo de Bombeiros garantirão o fluxo contínuo de pessoas para o estádio, antes, durante e depois do evento. O uso de máscaras (cobrindo boca e nariz) é obrigatório, sob pena de remoção dos torcedores que descumprirem a diretriz. Equipes da Federação Maranhense de Futebol e Vigilância Sanitária farão a fiscalização durante o evento.

O Consumo de bebidas e comidas no estádio obedecerá os seguintes critérios: número reduzido de stands de vendas, com a venda volante dos produtos, que deverão ser consumidos nas arquibancadas.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação