Após goleada para Botafogo na Copa do Brasil, Moto demite Marcinho Guerreiro

0
201

Sampaio desclassificado pelo Rio Branco, e Moto, pelo Botafogo

AQUILES EMIR

Após a derrota, de goleada, para o Botafogo do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (10), pela Copa do Brasil, o Moto Club decidiu demitir toda a comissão técnica comanda por Marcinho Guerreiro. Quem também não gostou do resultado da partida de seu time nesta quarta foi o presidente do Sampaio, Sérgio Frota, que ameaçou tomar medidas após a desclassificação, na mesma competição, ao ser derrotado pelo Rio Branco do Espírito Santo.

Numa nota no twitter oficial do clube, o diretor de futebol do Moto, Renne Franco, fez o comunicado, mas ainda não anunciou quem será o novo treinador para dar sequência dos jogos do rubro negro no Campeonato Maranhense e da Série D do Campeonato Brasileiro.

“O Moto Club vem por meio do departamento de futebol informar que a comissão técnica que comandou o time no início da temporada 2021 não seguirá para o restante da temporada. Depois de uma avaliação criteriosa ficou decidido pela saída dos mesmos”, diz o comunicado.

Num segundo comunicado, vem o agradecimento ao trabalho do ex-treinador e de seus comandados:

“O Moto Club agradece todo o empenho, profissionalismo e vontade por todo o tempo em que estiveram à frente dessas cores rubro negras. Sucesso na caminhada” – Departamento de futebol do Moto Club – Renne Franco.

Sampaio – Já pelo lado do Sampaio, em uma postagem nas redes sociais, logo após a derrota para o time capixaba, o presidente Sergio Frota advertiu que tomará que providências serão tomadas no clube.

“Todas as condições foram dadas. Agora, vou tomar as medidas que forem necessárias”, postou o presidente do Sampaio.

O próximo jogo do Sampaio será contra o Botafogo da Paraíba, sábado (13), pela Copa do Nordeste.

(Com imagem do Youtube)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação