Polícia Legislativa conclui que estranhos não entraram no prédio, e Joice diz que agressor não daria “tchauzinho” para câmera

0
491

Deputada diz que não terá mesmo destino de PC Farias 

AQUILES EMIR

Após divulgação do resultado de uma investigação da Polícia Legislativa, que afirma não ter encontrado nada de anormal no prédio em que ocupa um apartamento da Câmara Federal, a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) ocupou as redes sociais para reafirmar sua convicção de que teria sido vítima de um atentado. Segundo ela, o agressor não iria dar tachauzinho para a câmera filmadora.

A parlamentar que nesta segunda-feira (26) se recusou a fazer exame toxicológico, que seria para provar ter sido dopada na noite do “incidente”, disse que a polícia civil também fez coleta de materiais no prédio e identificou falhas no sistema de vigilância eletrônica.

“Polícia Civil fez agora longa perícia no meu apto com o que há de mais moderno em investigação. Tbm recolheu materiais para análise. Essa investigação vai até o fim. A PC tbm viu as falhas de segurança do prédio. NÃO EXISTEM CÂMERAS DE SEGURANÇA NAS ESCADAS E ENTRADAS DOS APTOS”, escreveu em seu Twitter.

Joice Hasselmann voltou a levantar suspeitas de que foi alvo de um atentado sofisticado, praticado por pessoas experientes, mas não se refere a agentes do governo. Ela garantiu que não terá o mesmo destino de PC Farias.

“Já disse com todas as letras que isso não é coisa de amador, mas de profissional. Ninguém entraria na casa de uma parlamentar para agredí-la dando “tchauzinho” para a Câmera do térreo ou do elevador, tento tantos pontos cegos no prédio. Não terei o mesmo destino de PC FARIAS”.

Paulo César Farias, que foi tesoureiro da campanha de Fernando Collor de Mello à Presidência da República, em 1989, foi morto em casa, em Maceió (AL), em 1996, em circunstâncias que nunca foram completamente esclarecidas.

A parlamentar diz estar disposta a quebrar seu sigilo telefônico para que a polícia do DF possa ir fundo nas investigações.

“Vou até as últimas consequências. Entregarei meu sigilo telefônico (que já estava à disposição) para as polícias. Faço questão que os delegados VEJAM as mensagens. Outros boletins de ocorrência e notícias crime serão feitos essa semana. É mto material que está sendo levantado”.

Perícia – A Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados, após perícia no prédio em que a parlamentar reside, concluiu que “não houve quebra de segurança”. De acordo com o levantamento, não há imagens da entrada de nenhuma pessoa estranha no apartamento da deputada. A avaliação é de que o ocorreu foi “dentro do imóvel”.

Joice Hasselmann acredita ter sido vítima de um atentado. Ela relata que acordou no domingo (18) deitada numa poça de sangue, muito ferida no rosto, nas costelas e no joelho, mas não se lembra de nada.

(Imagem reproduzida da CNN)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação