Aprovação do presidente Jair Bolsonaro aumenta três pontos em meio a enfrentamento do covid-19

4
11242
Segundo pesquisa do Datafolh, 36% dos brasileiros aprovam o governo de Jair Bolsona (Agência Brasil)

AQUILES EMIR

Apesar do bombardeio sofrido por parte dos adversários e segmentos da imprensa, a aprovação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aumentou três pontos percentuais, segundo pesquisa do Datafolha divulgada neste sábado (18) pelo jornal Folha de São Paulo. De acordo com o levantamento,  a aprovação do presidente, que era de 33% no levantamento feito de 1º a 3 de abril, subiu para 36%.

Segundo o instituto, foram entrevistados 1.606 brasileiros adultos que possuem telefone celular em todas as regiões e estados do país. A margem de erro é de três pontos percentuais. A coleta de dados aconteceu nesta sexta (17).

Com este desempenho, os satisfeitos empatam tecnicamente com os descontentes, que eram 39% e agora são 38%. Para 23%, o trabalho do presidente é regular, o mesmo nível (25%) da rodada anterior. Os parâmetros de desaprovação e aprovação do presidente seguem semelhantes. Ele é mais reprovado por mulheres (41%), mais ricos (acima de dez salários mínimos, 48%) e instruídos (com curso superior, 46%).

Ainda de acordo com a pesquisa, 52% acham que ele tem capacidade para continuar liderando o país, enquanto 44% acham que não. Novamente, homens são mais favoráveis ao mandatário, com 58% de “sim”, número igual ao registrado entre moradores da região Sul, seu reduto eleitoral.

A pesquisa quis saber também como os brasileiros avaliaram a demissão do ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. Para 64%, o presidente agiu mal, enquanto 25% avaliam que agiu bem e 11% não souberam opinar. Para 36%, com a troca de ministro a emergência sanitária vai piorar, mas 32% acham que vai melhorar. O ex-ministro foi demitido na quinta (16), e passou o cargo para o também médico Nelson Teich.

Presidente Jair Bosonaro e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado

Governadores – De acordo com o Datafolha, os governadores seguem à frente de Jair Bolsonaro em aprovação pelo combate ao coronavirus, com 54% de ótimo ou bom. O índice, contudo, oscilou negativamente dentro da margem em relação à pesquisa anterior (58%). Rejeitam o trabalho dos estados 20% e 24%, o consideram regular.

Os mais satisfeitos com seus governadores são os moradores da região Sul (60%), vindo em seguida Nordeste (60%) e Norte/Centro-Oeste (57%). Habitantes do Sudeste aprovam menos: 49% consideram os chefes locais bons ou ótimos no manejo da pandemia.

A região Sul é o principal ponto de apoio ao trabalho do presidente, com 44% de aprovação, enquanto o Nordeste se mantém como castelo oposicionista: 46% acham que ele ruim ou péssimo. Igualmente, enquanto 58% dos sulistas veem Bolsonaro em plena capacidade de liderança, 53% dos nordestinos acham o contrário.

(Com informações do UOL)

 

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

4 COMENTÁRIOS

  1. Em quanto eles continuarem impondo a população na cara de pau contra ó presidente quê já afirmou que não está se importando com popularidade e sim com bem está da população e dó nosso país é nó andar desta carroajem vai ter mais votos dó quê dá primeira se eles não mudarem vai ser mais fácil

Comments are closed.