R$ 480 milhões vão ser investidos em áreas arrendadas no Itaqui

0
558

Quatro áreas do Porto do Itaqui, em São Luís, para movimentação de granéis líquidos, especialmente combustíveis, devem ser leiloadas até o primeiro trimestre de 2020. A expectativa é do diretor-geral da Agência Nacional de Transporte Aquaviário (Antaq), Mário Povia, que participou da audiência presencial nesta terça-feira (23), na Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap).

Juntas, as quatro áreas (IQI 03, IQI 11, IQI 12 e IQI 13) somam 133.894 metros quadrados. Os investimentos alcançarão cerca de R$ 480 milhões. O prazo de arrendamento de cada uma delas será de 20 anos.

“Não precisamos que o setor de combustíveis entre em colapso para investir em infraestrutura. Precisamos oferecer capacidade, pensando lá na frente. É fundamental que o governo federal ofereça essas oportunidades e que a Antaq realize esses leilões”, afirmou Povia, elogiando o trabalho do Ministério da Infraestrutura, da Emap e da Empresa de Planejamento e Logística (EPL).

O diretor-geral afirmou, ainda, “que há no Porto do Itaqui um lastro para que o mercado de combustível cresça. Vale ressaltar que o que se licita hoje, vira realidade em seis, sete anos”.

A audiência presencial, da qual participaram autoridades governamentais e setor regulado, é uma das etapas da consulta pública, realizada pela Antaq e que visa obter contribuições até o dia 31 de julho para o aprimoramento das minutas jurídicas e técnicas necessárias à realização da licitação das quatro áreas do porto maranhense. Os leilões acontecerão na B3, em São Paulo.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação