Artista plástico João de Deus Barros abre exposição no Fórum Sarney Costa em São Luís

0
97

São 27 obras em acrílico sobre tela e madeira e mista

Foi aberta na manhã dessa terça-feira (02), na galeria de arte do Fórum Desembargador Sarney Costa (Calhau), a exposição “Semblantes e Paisagens”, do artista plástico João de Deus Vieira Barros. São 27 obras em que ele usa as técnicas, acrílico sobre tela e madeira, e mista, com pinturas que retratam semblantes e faces inspiradas em pessoas reais ou imaginárias, paisagens e cenários oníricos, animais e bumba meu boi.

A exposição, aberta ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, fica em cartaz até o dia 31 de agosto. Para o acesso ao local é exigida a apresentação do comprovante de vacinação contra o coronavírus (COVID-19).

“As telas foram todas pintadas em 2022, as faces e semblantes, realizados no período pandêmico, também trazem imagens de violência doméstica, de cenários oriundos de devaneios ou de fatos do cotidiano e do noticiário, e de cenas da floresta de forma metafórica”, destaca o artista plástico. Na exposição, as obras inéditas refletem um novo momento da pandemia, e, segundo o artista João de Deus Barros, a renda delas será destinada para a criação de um museu ecológico em São José de Ribamar-MA (região metropolitana).

A abertura da exposição contou com a participação de estudantes do curso de Design da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), que cursam a disciplina História da Arte, ministrada pela Professora Mestra e Doutoranda em História pela UFMA, Maysa Leite. Durante a abertura, o artista plástico João de Deus realizou uma dinâmica com os alunos e as alunas para identificar as obras pelos títulos. Também na dinâmica, os/as estudantes interagiram com o artista que explicou cada uma das telas da exposição “Semblantes e Paisagens.”

Para a professora Maysa Leite, o que foi discutido nas aulas on-line e a oportunidade de apreciar com os alunos e alunas as obras é ideal para junção da teoria com a prática. “A exposição faz esse casamento, teoria com prática, para trazer a arte enquanto humanização do ser humano”, destacou a professora. A visita dos alunos e alunas foi uma aula prática, o primeiro encontro deles de forma presencial, anteriormente, estavam na modalidade de aulas remotas(on-line).

Exposição Delírios da quarentena, de João de Deus

O artista – João de Deus Vieira Barros é natural de São José de Ribamar-MA, iniciou na pintura em 1995 aos 38 anos, é professor aposentado da Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Ainda no campo das artes, o artista é autor e organizador de oito livros de poesia e literatura.

Já expôs suas obras na Galeria da Imprensa Oficial do Estado, na cidade de São Paulo, no Palacete Gentil Braga (UFMA), nas Galerias do Centro Cultural do Ministério Público do Estado do Maranhão (MPMA) e da Procuradoria Geral do Estado, Museu Histórico e Artístico do Maranhão (MHAM) e na Secretaria de Turismo de São Luís.

Bacharel e licenciado em Letras, mestre e doutor em Educação, pela Universidade de São Paulo (USP) e pós-doutor em Educação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), João de Deus também foi vencedor das Mostras de Arte Efêmera da UFMA por dois anos consecutivos, com as obras “O Banquete Imaginário” e a “Feira Imaginária”.

A Galeria Celso Antônio de Menezes é responsável pela promoção das ações culturais que contemplam as artes em geral (teatro, música, artes plásticas, fotografia). Para expor no local, é necessário agendamento que deve ser feito por meio do e-mail (asscom_forumslz@tjma.jus.br).

(Núcleo de Comunicação do Fórum de São Luís)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui