Bandeira de Aço – O Musical, inspirado no disco de Papete, inicia os ensaios para o grande espetáculo

0
198

Primeira temporada tem previsão de estreia para setembro

Foi dada a largada para a tão aguardada estreia nos palcos maranhenses de “Bandeira de Aço – O Musical”, uma produção assinada pela Encanto Coletivo Cultural e G4 Entretenimentos. Os ensaios do espetáculo já foram iniciados e estão a todo vapor: mais de 20 pessoas compõem o elenco, entre atores, atrizes, dançarinas e dançarinos.

Com previsão de estreia da 1ª temporada para setembro deste ano, “Bandeira de Aço – O Musical” conta com um grande elenco para narrar a história de um dos discos mais importantes da história da música brasileira. Entre os atores/atrizes, estão: Dênia Correia, Juliana Cutrim, Layla Calixto, Jhessica Monteiro, Thalisson Moreira, Ruan do Vale, Rafael Noleto, Zanto Holanda, Al Danuzio e David Lopes.

Já na dança, integram o time: Apolo Oliveira, Nando Pinheiro, Igor Kayroz, Weber Bezema, Renato Guterres, Manuel Mendes, Andressa Brandão, Thais Lima, Nuilane Lago, Rebeca Carneiro, Ana Flavia Pimentel, Girlene Sá e Thay Corrêa.

Os ensaios estão sendo realizados em dois espaços de São Luís: no Ateliê Academia de Artes, da diretora artística e vereadora Silvana Noely; e no palco do Teatro Arthur Azevedo (TAA), local em que a 1ª temporada do espetáculo fará sua estreia ainda este ano.

Rebeca Carneiro, que participa do elenco como dançarina, afirma que um dos principais desafios durante os ensaios do espetáculo está na própria complexidade de trabalhar com teatro musical no Brasil.

“São muitas identidades, muitas vertentes, muitas histórias a serem contadas, em muitos formatos. O teatro musical no Brasil é um processo muito vasto, muito diferente de tudo o que é feito no mundo. A riqueza cultural do Maranhão, por exemplo, tem todo o privilégio de poder explorar o que quer que seja, porque tudo aqui é muito rico, muito complexo e muito divertido também”, analisou a também atriz.

Para Rebeca, o teatro musical e a música brasileira são muito próximos, tanto em termos de composição quanto em dramaturgia. “Misturar o teatro musical com a cultura popular do Maranhão é o casamento perfeito. Porque, afinal de contas, sempre quem canta essa música é alguém que faz parte de uma comunidade, é uma persona dentro de uma comunidade. É sempre um retorno às nossas originalidades”, acrescenta.

Quem também destacou a riqueza a cultura maranhense foi o ator Ruan do Vale – que estrela o aguardado longa nacional “De Repente Drag”, também previsto para 2022 -, ao pontuar sobre o marco histórico que é o disco “Bandeira de Aço”.

“Tem sido maravilhoso [participar deste espetáculo]. Um musical que é representativo, importante e necessário que todo mundo conheça essa história, tanto no Brasil quanto na nossa região. Com o espetáculo, vamos mostrar não só a diversão e a nossa cultura maravilhosa que atrai turistas de todo o mundo, mas também de que o musical fez história”, comemora o ator.

Ruan do Vale foi só elogios ao elenco do espetáculo e à Nicolle Machado, diretora do musical. “A direção da Nicolle nos permite criar, nos permite fazer arte como ela deve ser feita, principalmente arte cênica. Que é você entender o que você está fazendo e você estabelecer a sua mensagem e criar juntos, sem necessariamente seguir uma linha, de criarmos nós mesmos a nossa linha. Para mim, está sendo maravilhoso estar com uma visão feminina na direção. Ter o direcionamento de uma diretora, é outro processo. É incrível!”, disse.

Musical – Bandeira de Aço – O Musical será lançado no segundo semestre deste ano e contará com os patrocínios do governo do Estado e da Equatorial Maranhão, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

O músico e administrador Guilherme Júnior é o idealizador do musical. O espetáculo vai navegar pelo universo das composições das nove faixas do disco, apresentando, também, os bastidores do álbum, o ponto de vista – e as questões – entre o intérprete (Papete) e os compositores (César Teixeira, Josias Sobrinho, Ronaldo Mota e Sérgio Habibe).

O musical irá narrar ao público momentos curiosos, como o atraso de 10 anos do lançamento do disco no Maranhão – uma década após ser lançado nacionalmente. A produção será assinada pelo Encanto Coletivo Cultural, grupo criado em 2015 que foca na expansão da prática do Teatro Musical em São Luís.

Todas as informações sobre o espetáculo serão disponibilizadas na página oficial do projeto no Instagram: @bandeiradeacomusical.

Bandeira de Aço – Bandeira de Aço é o segundo álbum do percussionista e cantor maranhense Papete, lançado pelo selo Discos Marcus Pereira, em 1978. Com nove faixas, o disco conta com músicas que ganharam popularidade no Maranhão, como “Boi da Lua” e “Engenho de Flores”, entre outras. Artistas como Josias Sobrinho, Ronaldo Mota, César Teixeira e Sérgio Habibe assinam as composições do álbum, que tinham Papete como intérprete oficial.

Lançado durante o período da Ditadura Militar no Brasil, “Bandeira de Aço” é referenciado como uma produção que representava o povo brasileiro e o contexto social e histórico em que foi lançado.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação