Assembleia Legislativa decreta luto oficial de três dias pela morte do ex-deputado Celso Coutinho

0
1358

Assembleia Legislativa do Maranhão decretou luto oficial de três dias, a partir de hoje (2), em razão do falecimento do ex-deputado Celso Coutinho, ocorrido na manhã deste sábado, aos 89 anos, em São Luís. O presidente da Casa, deputado Othelino Neto (PCdoB), lamentou a morte deste grande líder político maranhense, que também foi presidente do Parlamento Estadual, em 1984.

“Celso Coutinho foi um exemplo de seriedade e dedicação à vida pública, deixando uma bela marca do seu trabalho por onde passou. Foi presidente da Assembleia Legislativa e prefeito do município de Guimarães, sua cidade natal. No ano passado, tivemos a honra de homenageá-lo, em reconhecimento à sua trajetória de serviços prestados ao Maranhão. É, certamente, uma grande perda para todos nós”, declarou o chefe do Legislativo Estadual.

Agência Assembleia

Othelino Neto com Celso Coutinho, durante homenagem feita pela Assembleia ao ex-deputado, em dezembro do ano passado

Othelino Neto com Celso Coutinho, durante homenagem feita pela Assembleia ao ex-deputado, em dezembro do ano passado
Tabelião do cartório do 2º Ofício de Notas de São Luís, Celso Coutinho nasceu na cidade de Guimarães, no Litoral Norte do estado, em 8 de dezembro de 1930. Advogado, formado pela extinta Faculdade de Direito do Maranhão, começou sua carreira através de movimentos estudantis, chegando a presidir a União Maranhense de Estudantes (UME).

Foi deputado estadual por quatro mandatos, além de presidente da Assembleia Legislativa, em 1984, quando o Maranhão atravessou grande turbulência política, por ocasião da escolha dos deputados que atuariam como delegados nas eleições indiretas, que elegeu Tancredo Neves para a Presidência da República, no Congresso Nacional.

Político combativo – Em sua atuação parlamentar, Celso Coutinho se notabilizou por ser um deputado extremamente combativo. Era considerado, por aliados e adversários, como um dos maiores tribunos de sua época, por conta de sua loquacidade e raciocínio rápido nos debates e pronunciamentos.

Coutinho elegeu-se pela primeira vez prefeito de sua cidade em 1969, sendo gestor do município por dois mandatos. Liderou um movimento para a construção do Hospital Municipal que ficou conhecido como “Passeata das Pedras”, no qual os moradores doaram as pedras para a edificação daquela casa de saúde.

Nota de Pesar

A Assembleia Legislativa do Maranhão manifesta profundo pesar pelo falecimento do ex-deputado Celso Coutinho, ocorrido na manhã deste sábado (2), aos 89 anos, em São Luís.

Em razão desta grande perda, o Legislativo Estadual decreta luto oficial de três dias a partir de hoje (02).

Durante sua trajetória política, Celso Coutinho foi eleito quatro vezes deputado estadual e duas vezes prefeito do município de Guimarães, cidade em que nasceu e para a qual dedicou parte da sua vida pública.

Foi presidente da Assembleia Legislativa em 1984, quando o Maranhão atravessou um período de turbulência política, destacando-se como um grande líder do Parlamento Estadual. Em dezembro do ano passado, foi homenageado pela Alema com a Medalha do Mérito Legislativo Manuel Beckman, maior honraria concedida pela Casa, em reconhecimento a sua longa trajetória de serviços prestados ao estado.

Neste momento de pesar, solidarizamo-nos com os familiares e amigos de Celso Coutinho, rogando a Deus o conforto necessário para suportar a profunda dor da perda de uma pessoa tão querida.

Deputado Othelino Neto
Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão

(Agência Assembleia)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação