Assembleia realiza seminário sobre combate ao câncer promovido pela Câmara Federal

0
126
Deputado César Pires frisou que o câncer é uma doença que precisa ser combatida de forma incisiva no Brasil (Dney Justino - Agência Assembleia)

César Pires e Arnaldo Melo representam Legislativo

A Assembleia Legislativa do Maranhão realizou, nesta segunda-feira (29), o seminário “Situação atual e tratamento do câncer no Estado do Maranhão”. O evento foi promovido pela Comissão Especial de Acompanhamento às Ações de Combate ao Câncer no Brasil, da Câmara Federal, presidida por Wellington Prado (PROS-MG) e coordenada por Hildo Rocha (MDB-MA).
O seminário contou com a presença do prefeito de São Luís, Eduardo Braide; do secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula; do senador Weverton Rocha, bem como de representantes de unidades hospitalares e de órgãos ligados à área.
O deputado César Pires frisou que o câncer é uma doença que precisa ser combatida de forma incisiva no Brasil. Nos Estados Unidos, segundo ele, os casos foram reduzidos por conta da vacinação contra o HPV. “Defendo, inclusive, parceria entre as secretarias de Saúde e Educação para que os estudantes do último ano do ensino médio integrem grupos de combate à doença em nosso estado”, frisou.
Arnaldo Melo chamou atenção para o fato de que a luta é árdua, sendo necessária uma integração entre os municípios, a Secretaria Estadual de Saúde e a rede do SUS
Arnaldo Melo chamou atenção para o fato de que a luta é árdua, sendo necessária uma integração entre os municípios, a Secretaria Estadual de Saúde e a rede do SUS (Dney Justino/Agência Assembleia)
Pires acrescentou, ainda, que o Maranhão está no caminho certo no que se refere às ações de combate ao câncer. Ele lembrou que, no estado, o paciente não precisa entrar com recursos judiciais para ser atendido, uma vez que há um fundo específico destinado ao tratamento. “Ainda assim, há necessidade de mais recursos para que as ações aconteçam em sua plenitude”, afirmou.
O deputado Arnaldo Melo chamou atenção para o fato de que a luta é árdua, sendo necessária uma integração entre os municípios, a Secretaria Estadual de Saúde e a rede do SUS. “É preciso isso para que seja desenvolvida uma campanha ampla contra os vários tipos de câncer”, ressaltou.
Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação