Associação Comercial comemora 164 anos de fundação com homenagens a três empresários

0
772

Ato encerra programação desenvolvida ao longo do mês

A Associação Comercial do Maranhão comemora nesta quarta (29) 164 Anos, numa solenidade em que serão homenageados os empresários Maurício Feijó, da Comercial Marajó, que receberá uma placa pelos seus mais de 50 Anos de atividades empresariais; o conselheiro Douglas Pereira Pinho, pelas contribuições à entidade, e o ex-presidente Carlos Tadeu Pinheiro Gaspar, estes com a Medalha do Mérito João Gualberto da Costa.

O ato marcou o encerramento de uma programação desenvolvida ao longo do mês, que, segundo o presidente Felipe Mussalém, celebrou o empreendedorismo e a trajetória da entidade, com debates sobre temas da vida diária do empresário e das empresas. “Debatemos o equilíbrio, a necessidade de conquistarmos esse equilíbrio na busca pelo sucesso e a felicidade, conceitos que se correlacionam, mas não são sinônimos. Além disso, festejaremos as tradições da nossa entidade, seu passado e glórias, com os olhos no futuro, na construção de alternativas de crescimento pessoal e empresarial”, explica o presidente.

Fundada em 1854, a Associação Comercial é uma das mais tradicionais entidades empresariais do Brasil. Sua trajetória se confunde com a história do comércio no Maranhão.

Ex-presidente Carlos Gaspar recebe Medalha João Gualberto da Costa

O passo inicial para a sua fundação foi dado no dia 21 de agosto de 1854, com a eleição de uma comissão de notáveis comerciantes, que deveria representar em todos os aspectos a classe comercial do Maranhão. Para presidir a comissão, elegeu-se o Comendador João Gualberto da Costa, figura eminente da sociedade daquela época.

Identificada com as aspirações do comércio, a “Comissão da Praça”, como ficou conhecida, teve uma atuação marcante junto ao Império e à Província até o ano de 1878, quando, sob o comando de José da Cunha Santos Júnior, transformou-se na Associação Comercial do Maranhão.

O empresário Douglas Pinho (D), no registro com o ex-reitor da Universidade Federal do Maranhão Natalino Salgado, o ex-presidente Roberto Albuquerque e o vice-governador, Carlos Brandão, será homenageado nesta quarta-feira na Associação Comercial 

Órgão Técnico Consultivo –  ACM é reconhecida como entidade de utilidade pública, através do Decreto Federal 3394. No ano de 1942 foi oficializada como Órgão Técnico Consultivo, prestando colaboração aos poderes públicos em questões de interesse empresarial. Em 1982, pela Lei 2586, foi reconhecida pelo município de São Luís como entidade de utilidade pública, ampliando ainda mais a sua atuação.

Ao longo desses anos, a ACM participou ativamente da solução de problemas surgidos no curso da evolução econômica do Maranhão. E a experiência acumulada pelas classes produtivas sempre serviu de inspiração para as normas e procedimentos criados para disciplinar assuntos fiscais e tributários estaduais e municipais.

Maurício Feijó (em primeiro plano), com o presidente Felipe Mussalém e ex-presidentes Zeca Belo (E), Luiz Carlos Cantanhede Fernandes e Luzia Rezende, será homenageado pela Associação Comercial, quarta-feira, pelos seus cinquenta anos de atividade empresarial

Terceiro milênio – Entre as principais metas, a ACM deseja fortalecer a classe empresarial, atuando em defesa dos interesses dos setores produtivos e como catalisadora dos anseios da sociedade e do empresariado na promoção do desenvolvimento e da cidadania. Deseja ainda ampliar parcerias, promover o crescimento empresarial, disseminar informações e oferecer atendimento técnico especializado.

Ao ingressar no novo milênio, a Associação Comercial conquistou a certificação na Norma ISO 9001:2000, sendo uma das poucas a ter todos os seus processos certificados. Neste ano todas as melhorias implementadas com vistas ao Desenvolvimento Organizacional foram reconhecidas através da outorga do Prêmio associação Comercial referência 2005, da CACB.

Mantém-se firme no propósito de buscar incansavelmente o desenvolvimento local através do fortalecimento do empresariado e tem buscado criar para que as empresas possam melhorar a competitividade, quer seja através da ampliação de sua política de capacitação através de cursos gratuitos e de qualidade e do Programa de Gestão Empresarial.

A mais nova investida da ACM no sentido do desenvolvimento organizacional foi a realização do Planejamento Estratégico da entidade, para o biênio 2013-2014, que definiu a missão, visão, valores, o negócio e as prioridades estratégicas da entidade.

 

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação