Atletas do Maranhão saem do TMB Platinum, em Uberlândia, com boa performance e um ouro no peito

0
115

João Lucas Oliveira foi o grande destaque da equipe ao ficar com o título pré-mirim

O Maranhão foi representado por sete atletas no TMB Platinum, em Uberlândia (MG), que aconteceu até o último domingo (26), sendo todos eles da Associação Independente de Tênis de Mesa. E fez bonito. O grande destaque foi João Lucas Oliveira, que conquistou o título pré-mirim no torneio nacional.

A equipe teve um bom desempenho na competição ficando na 17ª posição do Troféu Eficiência Olímpico, com 1.440 pontos.

A ouro de João Lucas Oliveira veio para o Maranhão após o atleta ficar invicto no grupo único do Pré-Mirim. O maranhense bateu Henrique Rocha por 3 a 1, Lucca Fernandes por 3 a 0 e João Ribeiro por 3 a 2.

Com o título, ele está há três competições subindo ao lugar mais alto do pódio na categoria (ele foi campeão do TMB Platinum, no Rio de Janeiro, e do TMB Challenge Plus, em São Luís) e segue liderando a categoria no ranking nacional.

George Oliveira, presidente da Associação Independente de Tênis de Mesa e vice-presidente da Federação de Tênis de Mesa do Estado do Maranhão analisou o desempenho da equipe:

“No pré-mirim conseguimos manter nosso favoritismo e conquistamos o ouro em mais um TMB Platinum, o terceiro seguido. Agora é focar em viabilizar a ida para Joinville e poder representar bem mais uma vez nosso clube e estado”.

Outro destaque da campanha maranhense foi Jefferson Sousa. No Absoluto D, ele alcançou as eliminatórias ao terminar na liderança do Grupo 2 (superou Stefano Nascimento e Leo Lopes, ambos por 3 a 0). Na fase de 32, bateu Otavio Braga por 3 a 0 e, com isso, alcançou as oitavas de final, mas foi eliminado ao perder para Mateus Ponchio, que viria a conquistar o torneio, por 3 a 1.

Lucca Fernandes foi outro atleta que foi à mesa pelo Pré-Mirim. Ele acabou ficando na quarta colocação do quadrangular. No Juvenil, Thomas Sousa participou da fase de grupos. No Juventude, o Maranhão teve dois representantes: Guilherme Cruz e Jefferson Silva. O primeiro ficou na etapa inicial, enquanto Silva chegou à fase de 64. No Absoluto C, Guilherme Cruz e Thomas Sousa caíram na primeira fase. No Sênior, Jorge Fanck foi à mesa e chegou a avançar para a fase de 32.

“Sabíamos que o Juvenil e Juventude são categorias muito fortes, mas nossos resultados foram bons. Conseguimos sair do grupo e chegar às fases eliminatórias no Juvenil e as oitavas de final no Juventude. No Absoluto, o desafio era maior, pois, desde a última competição nacional, nossos atletas subiram três categorias. Mesmo estando na base da pirâmide de pontos, conseguimos bons jogos, saímos de grupo em primeiro lugar, avançamos de fase, e fomos superados somente nas oitavas com nosso atleta Jefferson Sousa”, finalizou.

(Com informações da Federação Maranhense de Tênis de Mesa)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui