Banco da Amazônia prorroga inscrições para editais de patrocínio cultural, social e esportivo

0
775

O Banco da Amazônia prorrogou até 28 de setembro o prazo para inscrições nos Editais Públicos 2019 para patrocínio cultural, social, esportivo, ambiental e eventos. A instituição dispõe de cerca de R$ 2,5 milhões para investir nessas áreas. Nos últimos seis anos, o Banco recebeu mais de quatro mil projetos e aprovou 680, executados nos estados do Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Roraima, Rondônia e Tocantins.

Os projetos de realização de feiras e exposições precisam ter suas ações alinhadas com o incentivo ao desenvolvimento do agronegócio regional, ao turismo, ao micro empreendedor individual, à indústria e a micro e pequenas empresas. Os da área ambiental precisam ser educativos, de conscientização ambiental e ecológica e podem ser sobre coleta seletiva e reciclagem, preservação de ecossistemas, gestão de bacias hidrográficas, redução e otimização de recursos naturais, mudanças climáticas e preservação florestal.

Já os da área social têm que possuir temáticas voltadas à garantia dos direitos da criança e do adolescente, prevenção à violência contra a mulher, ações de combate à fome, ações de combate à extrema pobreza por meio da inclusão produtiva e inclusão social. Os projetos culturais podem ser de literatura, eventos culturais, música, audiovisual e artes cênicas, que valorizem a cultura amazônica e seja dirigida ao público adulto ou infantil. E os de cunho esportivo podem ser de incentivo a esportes olímpicos e paraolímpicos, nas mais diversas modalidades. Cada projeto apresentado ao Edital de Patrocínio deve requerer até R$ 35 mil por proposta apresentada.

O edital de Chamada Pública de Projetos com Lei Rouanet 2019, voltado à seleção de projetos culturais incentivados por esta lei federal, tem por objetivo contribuir para a melhoria do acesso à cultura regional. Neste edital, o Banco da Amazônia contemplará projetos de artes cênicas (teatro, dança, performance, ópera e circo), cinema (mostras e festivais), música e artes visuais.

Pessoas físicas e jurídicas podem apresentar seus projetos, sendo residentes ou não na região amazônica, mas a ideia precisa obrigatoriamente estar vinculada às questões da região. Podem ser apresentadas propostas de exposições de desenho, pintura, gravura, técnicas mistas, fotografia, escultura, objeto, instalação e de mídias contemporâneas, que não tenham sido contempladas com exposição no Edital de Pautas de 2018 do Espaço Cultural. Mais informações no www.bancoamazonia.com.br.

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação