Banco do Brasil testa um novo modelo de agência bancária, o Ponto BB

234

Atendimento físico com tecnologia e espaço compartilhado 

O Banco do Brasil anuncia nesta quinta-feira, 28, o início de um piloto de novo modelo de atendimento, com foco no relacionamento com os clientes e pautado pela sustentabilidade, com a promoção de negócios ASG e o desenvolvimento social. A agência Marco Zero, no Recife, receberá o primeiro Ponto BB com uma jornada diferenciada para os clientes e com parceria com empreendedores locais, por meio do compartilhamento de espaços.
O anúncio foi feito pela presidenta Tarciana Medeiros durante o BB Day, em São Paulo: “Neste mundo em que vivemos, onde tudo está conectado, o digital transforma também a forma como as pessoas interagem com o mundo físico. Com o Ponto BB, a gente revoluciona o atendimento, dá um novo significado ao conceito de agência bancária e aprimora a gestão da rede física do Banco do Brasil de forma única”.
Recife foi escolhido por ser um município diversificado, que reflete a riqueza cultural e étnica do Brasil. É uma cidade com grande relevância cultural e um hub tecnológico do pais, com associações, startups, escolas e movimentos que buscam incentivar o crescimento de profissionais e empresas locais.
O centro histórico é uma região caracterizada pela preservação da arquitetura colonial, com ênfase na cultura e história do Recife. Também está próxima do núcleo de gestão do Porto Digital, que atua como agente de implementação de políticas que estimulam o setor de tecnologia da informação e comunicação e a economia criativa na região.
O primeiro Ponto BB apresentará um rol de soluções digitais (hologramas, robôs e cabines virtuais de atendimento) além de um espaço para integração com a comunidade e realização de eventos e palestras com conteúdos relevantes e temas ligados à cultura, tecnologia, ASG e esporte.
Atendimento – A jornada do cliente traz um atendimento humanizado, próximo e resolutivo, no qual os funcionários se dirigem até o cliente e apresentam todas as soluções do BB com recursos tecnológicos. Durante o atendimento, o usuário terá acesso a uma série de serviços e soluções digitais do Banco. O ambiente terá uma arquitetura que se integra com a realidade regional.
Parcerias locais – A gestão do Ponto BB vai realizar parcerias locais com empreendedores. Dessa forma, incentiva-se a economia local e colaborativa com o compartilhamento de espaços. Os parceiros habilitados poderão ocupar os espaços, a partir de um portfólio diferenciado de ambiência. Empresas de facilities – credenciadas – poderão garantir os padrões de ambiência e os ambientes serão ocupados de forma inovadora. Esse modelo permitirá avaliar e testar as soluções adequadas para cada contexto e descentralizar o processo de habilitação nos pontos de atendimento.
A gestão local e descentralizada permitirá agilidade e eficiência. Os parceiros receberão um conjunto de informações sobre o perfil sociodemográfico das pessoas que frequentam o local. Os interessados poderão se habilitar e terão suas propostas avaliadas, de forma a implementar em cada ponto negócios relevantes para os frequentadores.
Próximos Pontos BB – O Banco do Brasil prevê outros pontos centrados nos temas agronegócios, turismo, empreendedorismo, universitários e shopping ao longo do ano de 2024.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui