Banco do Nordeste supera R$ 850 milhões investidos no Maranhão durante a pandemia de coronavírus

1
516

Para estimular todos os setores da economia e empresas de todos os portes no enfrentamento aos desafios da pandemia, o Banco do Nordeste já investiu R$ 856,5 milhões no Maranhão, no período de 16 de março a 29 de maio deste ano. O montante foi aplicado por meio de mais de 94 mil operações de crédito.

Em termos de valores, as operações não rurais lideram as aplicações no Maranhão, com total de R$ 655,5 milhões financiados, em 83,6 mil operações, enquanto os financiamentos rurais superam 10,5 mil contratações, somando volume de R$ 201 milhões aplicados.

Entre as ações trabalhadas pelo Banco com o objetivo de minimizar os impactos desse período na economia da Região, está o lançamento da linha de crédito FNE Emergencial, que dispõe de recursos para capital de giro e investimento, com taxa fixa de 0,21% ao mês. Oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), a linha emergencial é operada exclusivamente pelo Banco do Nordeste, com condições diferenciadas de juros, carência e parcelamentos.

O empresário José Gauby de Oliveira, proprietário da marmoraria Lapidar Granitos e Vidros, localizada em Paço do Lumiar, está entre os clientes que contaram com o capital de giro FNE Emergencial para auxiliar a continuidade das atividades durante a pandemia.

“Esse recurso, num momento delicado como este, foi muito importante. Um crédito rápido, sem burocracia e que nos ajudou bastante, especialmente na manutenção da folha de funcionários, para que todos tivessem condições de manter suas famílias, mesmo com a empresa fechada temporariamente. Também investimos no reforço ao estoque, já que aos poucos estamos retomando as atividades. Mais uma vez o Banco do Nordeste mostrou ser um parceiro, com recursos necessários e com a facilidade do prazo de pagamento que nos dá um fôlego”, contou, destacando a carência do crédito emergencial, que permite o início do pagamento do financiamento para janeiro de 2021.

Crediamigo – No âmbito do Crediamigo do Banco do Nordeste, maior programa de microcrédito urbano produtivo e orientado da América do Sul, o Maranhão registrou no período mais de 81,2 mil operações, somando empréstimos de R$ 244,7 milhões. Para os microempreendedores clientes do Crediamigo, também foi determinada a prorrogação automática das operações vigentes no período de pandemia, com dispensa de multas e mora por atraso, bem como a possibilidade de renovação do crédito, com 60 dias para pagamento da primeira parcela.

Na Região – Em toda área de atuação do Banco, que abrange os nove estados do Nordeste, norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, o BNB investiu, de 16 de março a 29 de maio, mais de R$ 7,8 bilhões na Região. Destes, R$ 4,6 bilhões foram direcionados a empreendimentos de micro e pequeno porte, pulverizados em mais de 1 milhão de operações.

Os maiores valores contemplaram operações não rurais, com R$ 6,3 bilhões distribuídos em 917,4 mil contratações. As operações rurais somaram R$ 1,5 bilhão, correspondentes a 107,4 mil contratações. Já o Crediamigo Banco do Nordeste alcançou 890,2 mil operações, no valor de R$ 2,1 bilhões.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação

1 COMENTÁRIO

  1. Superou? Mesmo? E inauguração de hospitais? Nada, né?
    E a mau gosto em todo o Brasil? Sobretudo na educação!
    Veja a Globo por exemplo. A Globo, digo sobretudo a TV aberta, — pois a GloboNews é de noticia apenas. A aberta é realmente um lixo de mau gosto artístico e cultural (cultura de massas).

    E isso a Globo é exatamente igual ao PT. A Globo faz exatamente o estilo cultural que o PT sempre venera a adora, a saber: O estilo Kitsch.

    O PT é Kitsch. A Globo é Kitsch.

    O PT odeia a alta cultura. Se escamba sempre para a baixa cultura. O PT nivela tudo por baixo! Sobretudo a educação básica. E a arte. Idem a cultura — o PT adora um oba-oba.

    Bom…, o PT “se acha”…

    lula é pior, pois se trata de um narcisista apedeuta contumaz.

    Mas o PT é Kitsch. O pior partido de toda América. Acabou aquela baranguice enorme de “PÁTRIA EDUCADORA”. [Eta frasezinha de João o Milionário Santana, slogan, bregona. E falsa]. Além de ser picareta e vigarista. Muito pior que mentiras ou “fake news”…

    Nunca vi partido mais bregaço, mais Kitsch, mais cafonérrimo, mais bregão que o PT. Há muito partido ruim no Brasil, mas de todos o PT é o pior.

    E A ESTÉTICA Petista, hein? O estilo petista de ser? Cujo gosto musical — sertanejo universitário — é apenas lixo e o tipo de música fraca e curta que gostam de produzir e de ouvir e que se faz hoje em dia (estética petista).

    o PT é um lixão grosseiro em relação a cultura e a educação: totalmente descartável, os projetos bregas petistas. O PT tem um mau gosto enorme. É Kitsch. O PT é barango, nivela tudo por baixo. Sobretudo a educação.

Comments are closed.