Flávio Dino considera normal declaração de Lula sobre guerra na Ucrânia

0
231

CONVERSA FRANCA 

Para ex-presidente, guerra poderia ser evitada com diálogo

O ex-governador do Maranhão Flávio Dino (PSB), em entrevista ao UOL News, nesta quinta-feira (05), disse ter achado normal as declarações de Lula à revista Time sobre a guerra na Ucrânia em que o ex-presidente responsabilizou o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky pelo conflito, pois queria só aparecer.

“Não vi nada de mais na declaração de Lula, ele falou o óbvio. Se o Brasil quer ter protagonismo no mundo, tem que buscar dialogar com A e B. Os dois [presidentes] podiam ter esperado [antes de fazer a guerra]”, avaliou Dino.

O que Lula disse sobre Zelensky:

“… Ele fica se achando o rei da cocada, quando na verdade deveriam ter tido conversa mais séria com ele: ‘Ô, cara, você é um bom artista, você é um bom comediante, mas não vamos fazer uma guerra para você aparecer. E dizer para o Putin: Ô, Putin, você tem muita arma, mas não precisa utilizar arma contra a Ucrânia. Vamos conversar!”.

Lula já tinha dito que essa guerra ele resolveria numa mesa de bar, na primeira, na segunda, na terceira cerveja ou até as garrafas acabarem.

PT lança Vamos Juntos neste sábado 

O Partido dos Trabalhadores lança, neste sábado (07), o movimento Vamos Juntos pelo Brasil, que reúne organizações sociais e partidos políticos que apoiam a pré-candidatura do ex-presidente Lula à Presidência da República. O ato está marcado para as 10h, no Expo Center Norte, em São Paulo (SP).

A programação prevê pronunciamentos do ex-presidente Lula e do ex-governador Geraldo Alckmin (pré-candidato a vice), além da participação dos presidentes e lideranças de PT, PSB, PCdoB, Solidariedade, PSOL, PV e Rede, centrais sindicais, movimentos sociais e outras lideranças.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação