Lahésio Bonfim promete, se eleito governador, recriar o Banco do Estado do Maranhão

0
306

CONVERSA FRANCA

Banco do Estado pode voltar?

No encontro que teve com a classe empresarial, no início de junho, na Federação das Indústrias (Fiema), o pré-candidato a governador pelo PSC, Lahésio Bonfim, ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, apresentou uma ideia que é, no mínimo, curiosa: a volta do Banco do Estado do Maranhão.

Esta seria uma das prioridades para atender tanto projetos econômicos quanto ações sociais.

Lahésio Bonfim diz que recriará Banco do Estado do Maranhão

Segundo ele, não se trata de trazer de volta a instituição BEM que foi privatizada em 2004, mas um banco menor, que pode ser até digital, porém considera importante que a classe empresarial, em especial os micro e pequenos, bem como agricultores, pequenos criadores, pescadores, extrativistas etc, tenham um banco que possa lhes dar suporte financeiro para ampliação ou diversificação de seus negócios, bem como o servidor público voltar a receber seus salários numa instituição própria do governo, onde poderá a custo bem menor solicitar financiamento, empréstimo e fazer seus investimentos financeiros.

Lahésio diz que esta ainda não é uma ideia já definitiva, porém pretende abrir o debate com economistas, administradores, políticos, empreendedores etc sobre a viabilidade ou não de um novo banco público, lembrando que todos os estados já abriram mão dos seus.

Comércio no feriado 

A Federação do Comércio informa que nesta quarta-feira (29), Dia de São Pedro, feriado municipal, o comércio lojista da Grande Ilha (São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa) tem autorização para abrir, conforme Convenção Coletiva de Trabalho.

As lojas de rua podem funcionar das 08h às 18h e nos shopping centers, de 10h às 22h. O dia é considerado extraordinário, portanto as empresas devem pagar as horas trabalhadas com 100% sobre valor da hora normal e gratificação de R$ 40 aos empregados.

Preço do combustível

Nem menor nem maior do Nordeste: o preço médio da gasolina no Maranhão (R$ 7,46) supera apenas o da Paraíba (R$ 7,22), segundo pesquisa do Ticket Log. O mais caro é no Piauí (R$ 8,07).

Já com relação ao diesel comum, o preço médio do Maranhão (R$ 7,34), o maior é de Sergipe (R$ 7,52) e o menor no Rio Grande do Norte (R$ 7,06). O diesel S10, tem média de R$ 7.36, o maior é do Piauí (R$ 7,54) e o menor de Pernambuco (7,00). Quanto ao etanol, Maranhão R$ 6,34; menor Paraíba (R$ 5,80) e maior, Sergipe (R$ 6,57).

Na visita técnica à BR 135, os deputados Victor Mendes, Ariston Ribeiro, com os diretores da Fiema Benedito Mendes (C), Flávio Lima, Celso Gonçalo e João Batista Rodrigues (D) e o superintendente do Dnit, Gláucio da Silva

Cursos do Senac

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Maranhão (Senac-MA) lançou programação de cursos de férias para quem deseja se qualificar para o mercado de trabalho e economizar, pois o desconto é de 50% desconto.

As ofertas valem somente para julho ou enquanto houver vagas. São cursos de gastronomia, gestão, informática, beleza e saúde disponíveis para São Luís, Imperatriz, Caxias, Bacabal, Santa Inês, Pinheiro, Balsas e Timon. Os detalhes podem ser conferido no www.ma.senac.br

Posse Sindcor

Foi empossada, dia 21, a nova diretoria do Sindicato da Indústria da Construção de Obras Rodoviárias do Maranhão (Sindicor), entidade que representa o setor patronal do setor de construção pesada, para o triênio de 2022/24, que tem como presidente o engenheiro Flávio Barbosa Lima, da Proplan Construtora e Serviços Ltda.

A posse contou com a presença do vice-presidente executivo da Federação das Indústrias (Fiema) e presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae-MA, Celso Gonçalo.

Parceria de gestão 

O presidente da Federação das Indústrias  (Fiema), Edilson Baldez das Neves, recebeu,  nesta segunda-feira (27), a visita do novo defensor geral do Maranhão, Gabriel Furtado.

A gestão do defensor-geral eleito e recém-nomeado Gabriel Furtado teve início em 01 de junho de 2022 e seguirá até 31 de maio de 2024.

A Defensoria é parceira do Sistema Fiema em diversas ações. Um dos exemplos é a atuação conjunta com o Senai na formação profissional destinada a pessoas em vulnerabilidade social.

Outra é a parceria ocorrida com o Sesi no programa Ser Pai é Legal, assim como no Programa Sesi ViraVida, iniciativas que mostram como as parcerias entre a iniciativa privada e órgãos públicos podem produzir bons resultados.

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação