Bolsonaro manda embaixador representá-lo na posse de Fernández

0
272

O Ministério das Relações Exteriores informou nesta segunda-feira (09) que o embaixador do Brasil em Buenos Aires, Sérgio Danese, vai representar o governo brasileiro na posse do novo presidente da Argentina, Alberto Fernández. A cerimônia está marcada para esta terça-feira (10), em Buenos Aires, capital argentina.

Na manhã desta segunda-feira (09), ao deixar o Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro disse que a relação comercial entre Brasil e Argentina continuará da mesma forma. “O nosso comércio com a Argentina continua sendo da mesma forma, sem problema nenhum, não interfere em nada”, disse o presidente.

Na ocasião, Bolsonaro informou que estava analisando a lista de convidados da posse para decidir sobre o envio de um representante do alto escalão do governo brasileiro ao evento. “Estou analisando a lista de convidados por parte dele. Quando eu assumi aqui eu não convidei algumas autoridades também”, afirmou o presidente pela manhã.

Inicialmente, estava prevista a ida do ministro da Cidadania, Osmar Terra, para a posse, mas o governo do Brasil decidiu que o embaixador Sérgio Danese representará o país no evento.

Alberto Fernández venceu as eleições argentinas pela coalizão de esquerda Frente de Todos e tem como vice a senadora Cristina Kirchner, ex-presidente do país. Bolsonaro é crítico do kirchnerismo e apoiou a reeleição do presidente Maurício Macri, derrotado nas urnas nas eleições realizadas em outubro no país vizinho.

O Secretário-Geral das Relações Exteriores, Embaixador Sérgio Danese,  fala sobre a execução do brasileiro Rodrigo Gularte na Indonésia  (Valter Campanato/Agência Brasil)
Embaixador Sérgio Danese vai representar o Brasil na posse de Alberto Fernández – Valter Campanato/Arquivo/Agência Brasil

Missa – Horas antes da mudança de governo na Argentina, o presidente Mauricio Macri e o presidente eleito Alberto Fernández assistiram neste domingo (08) a uma missa pela “unidade e paz”, convocada pela Igreja Católica na Basílica de Luján, por ocasião do Dia da Imaculada Conceição da Virgem Maria.

Além dos católicos, a Conferência Episcopal Argentina (CEA) convocou todos os setores sociais e políticos “para orar juntos pela pátria”, na cerimônia desta manhã, conduzida pelo bispo de San Isidro e presidente da CEA, dom Oscar Ojea.

Macri e Fernández responderam rapidamente à convocação da Igreja, à qual comparecerão acompanhados por outros líderes e colaboradores.

Embora tenham compartilhado comunicações telefônicas e mensagens do WhatsApp, Macri e Fernández foram vistos pela última vez em 20 de julho, no segundo e no último debate presidencial antes das eleições de 27 de outubro.

(Agência Brasil)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação