Bolsonaro não pôde assistir ao jogo Santos x Grêmio, na Vila Belmiro, porque não é vacinado contra covid-19

730

Presidente não chegou a ir ao estádio da Vila Belmiro 

O presidente Jair Bolsonaro, que está no litoral paulista, onde passará o feriado de Nossa Senhora Aparecida (Dia das Crianças), comemorado na próxima terça-feira (12),  foi impedido de assistir ao jogo entre Santos e Grêmio, na tarde deste domingo (10), porque não tem carteira de vacinação. O estádio da Vila Belmiro, na cidade Santos, segue o protocolo da CBF e só aceita em suas dependências pessoas que comprovem estar com as duas doses da vacina contra coronavírus.

O presidente não chegou a ir ao estádio, apenas foi informado da exigência, por isso evitou ir ao local da partida, e comentou com apoiadores no Guarujá. Em vídeo compartilhado nas redes sociais, ele critica o rigor das medidas para prevenção da Covid-19.

“Por que cartão? Passaporte da vacina? Eu queria ver o jogo do Santos agora e me falaram que tem que estar vacinado. Por que isso?”, disse aos apoiadores que estavam no local. “Eu tenho mais anticorpos do que quem tomou a vacina”, completou.

A Rádio Bandeirantes informou que a diretoria do Santos Futebol Clube nega ter sido procurada pela equipe do presidente Jair Bolsonaro para assistir à partida. O clube informou ainda que segue os protocolos da CBF, que, por sua vez, segue as normas sanitárias da Anvisa.

De acordo com o protocolo, quem for aos estádios deve apresentar carteira de vacinação com as duas doses da vacina contra Covid-19 ou com uma dose e um teste de PCR com o resultado negativo.

Neste sábado (09), Bolsonaro esteve em Peruíbe e foi multado em R$500, segundo a Secretaria de Comunicação da cidade, por não usar máscara de proteção obrigatória contra o coronavírus. Por lá, o presidente causou ainda aglomeração ao falar com apoiadores, comeu pastel na feira e visitou um batalhão da Polícia Militar.

(Com informações da Rádio Bandeirantes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui