Bolsonaro reage a atraso da vacinação e mostra que apenas 44 países iniciaram a imunização

0
90

“Falácia da mídia é como se estivessem vacinando toda a população”, diz presidente sobre países que estão imunizando

AQUILES EMIR

Sob bombardeio cerrado por conta do atraso do Brasil para entrar no rol dos países que já iniciaram a vacinação contra covid-19, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) decidiu reagir, como sempre, pelas redes sociais, a fim de mostrar que em outros lugares, alguns mais desenvolvidos, a vacinação também está zerada.

O Bolsonaro, numa postagem sua conta no Twitter, nesta quarta-feira (05), questionou também o noticiário sobre possível falta de seringas e agulhas para aplicação do imunizante, garantindo que há muitos desses produtos espalhados pelas unidades de saúde de estados e municípios.

Bolsonaro informa que 44 países deram início à aplicação de alguma vacina, em grupo prioritários (profissionais de Saúde, idosos etc), mas “a falácia da mídia é como se estivessem vacinando toda a população”. Na tabela por ele apresentada, as nações com maiores percentuais de cobertura vacinal são Reino Unido (1,29%) e Estados Unidos (1,28%), enquanto, além do Brasil, estão zerados, dentre outros, Japão e Holanda.

Ainda de acordo com o presidente, devido à manifestação do Ministério da Saúde de compra em grande quantidade de seringas, os fabricantes elevaram os preços, porém, segundo ele, “estados e municípios têm estoques de seringas para início das vacinações, já que a quantidade de vacinas num primeiro momento não é grande”.

Eis a postagem do presidente:

Imagem

Compartilhe
Aquiles Emir
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação