Botafogo surpreende o Santos e sobe para quinto lugar na classificação da Série A

0
516
Pimpao. Botafogo x Nacional pela Taca Libertadores da America no estadio Nilton Santos. 10 de Agosto de 2017, Rio de Janeiro, RJ, Brasil. Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo.

Abrindo a 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Botafogo recebeu o Santos neste sábado (16) e conquistou um importante resultado para entrar no G-6 da competição. Com a vitória por 2 a 0 no Nilton Santos, o Alvinegro subiu para o quinto lugar, com 37 pontos. O Peixe, com 41, permanece na terceira posição.

De olho no G-6, o Botafogo entrou em campo pressionando a equipe do Santos, que entrou com time misto na partida. Dominando o jogo, o Alvinegro criou as melhores chances e só não abriu o placar no início porque Vanderlei foi eficiente em várias finalizações alvinegras. Após muitas oportunidades, o time carioca marcou o primeiro gol aos 41 minutos da etapa inicial. Livre, Bruno Silva recebeu da direita e achou Rodrigo Lindoso, que finalizou com perfeição: 1 a 0. Três minutos depois, de novo pelo lado direito, Luiz Ricardo cruzou para Guilherme, de cabeça, marcar o segundo.

 

Na volta do intervalo, o Santos teve mais posse de bola no campo de ataque, mas não criou chances de perigo. O Botafogo administrou a vantagem até o fim e garantiu os três pontos na rodada.

Lanterna – Dando sequência à 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, Ponte Preta e Atlético-GO se enfrentaram na noite deste sábado (16), no Moisés Lucarelli. Melhor organizado em campo, o Dragão levou a melhor e venceu por 3 a 1 – mesmo com a vitória, o time goiano segue na lanterna, agora com 22 pontos. A Macaca, com 28, ocupa o 13º lugar.

Melhor em campo no primeiro tempo da partida, o Atlético-GO deu trabalho ao goleiro Aranha. Após defesas em duas conclusões de Walter e uma de Luiz Fernando, o defensor da Ponte não segurou a finalização feita aos 42 minutos. Após cobrança de escanteio, Luiz Fernando pegou de primeira e abriu o placar para o Dragão.

 

Na volta do intervalo, a Ponte empatou logo no primeiro minuto. Danilo Barcelos cobrou falta, e Marcos rebateu para frente. A bola bateu em William Alves e entrou: 1 a 1. A Macaca passou a pressionar e quase virou aos 17, na cabeçada de Naldo. Em resposta, o Atlético ampliou aos 22. Bruno Pacheco cruzou, e Walter apareceu bem posicionado para cabecear para o fundo das redes: 2 a 1.

A Ponte Preta chegou perto de deixar tudo igual novamente, mas não conseguiu alterar o placar e viu o Atlético marcar o terceiro nos acréscimos. Aos 47, Aranha foi para a área tentar a finalização, e Gilvan tirou a bola após cobrança de escanteio e iniciou o contra-ataque. Walter lançou Ronaldo, que finalizou um pouco depois do meio-campo para fazer 3 a 1.

(Com dados da CBF)

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação