Brandão reúne líderes do PSDB e reage a uma suposta intervenção no partido

0
534

Lideranças do PSDB maranhense estiveram reunidas nesta quarta-feira (1ª) na tentativa de amenizar os efeitos da notícia de que o ex-prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira teria entrado junto ao comando nacional do partido com pedido de intervenção no diretório estadual. Prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, lideranças políticas, deputados e suplente de senador se mobilizaram para discutir a repercussão deste suposto pedido e defenderam a permanência do vice-governador Carlos Brandão no comando da legenda.

“Sou testemunha da sua força de vontade, Carlos Brandão, para que o PSDB no Maranhão crescesse. Infelizmente, nós acompanhamos hoje a notícia de intervenção partidária no nosso diretório. O que está acontecendo neste momento é a tentativa de se construir um projeto diferente do nosso. O nosso partido tem como base a democracia interna, em seu estatuto. Se alguém quiser ser presidente desse partido no Maranhão, que venha, organize seus diretórios e participe da convenção. Que se tenha essa coragem”, protestou Ribamar Soares, presidente do Instituto Teotônio Vilela no Maranhão.

O ex-deputado federal Hélio Santos também manifestou apoio ao vice-governador. “Tenho certeza de que a maioria do PSDB estará com você, Brandão, onde você estiver. É você, com sua envergadura política, que tem ajudado o governador Flávio Dino a transformar para melhor a realidade do Maranhão. Vários presentes aqui, que temos história no PSDB, sabemos da importância dessa aliança. E, todos, sem exceção, queremos continuar juntos nessa caminhada e aliança”, afirmou.

O deputado Marcos Caldas foi mais enfático ao avaliar a forma como a direção nacional do PSDB poderia estar tentando conduzir os rumos do partido no Maranhão. “Não aceitaremos goela abaixo um pedido de intervenção. Não nos calaremos. Nunca vi na história do Maranhão um vice-governador trabalhar tanto, junto com as lideranças do seu partido, em prol do nosso estado. Por que mexer em time que está ganhando? Qual o propósito real disso tudo?”, questionou.

O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, disse que “nós somos um partido que realiza. Nós somos um partido que consegue destaque nas gestões em todas as esferas do governo. Nós temos um vice-governador participativo tanto no processo político quanto no processo da gestão. Ele dá orgulho ao nosso partido. Quem está aqui, ouvindo essas palavras, não ouve só com os ouvidos. Ouve com o coração”, declarou um dos prefeitos mais bem votados na história do Brasil, nome de todos os prefeitos tucanos.

“Quando Carlos Brandão me disse, em 2011, que pretendia ser presidente do nosso partido, no Maranhão, eu respondi a ele que estaria ao seu lado desde que fizesse a nossa sigla chegar a todos os municípios de nosso estado. Ele assim o fez. Eu, hoje, cumpro a minha palavra e renovo a minha parceria com Carlos Brandão. Da mesma forma que acredito que todos os que estão presentes nesse almoço também estão renovando”, recordou o deputado Neto Evangelista, secretário de Desenvolvimento Social.

Evangelista concluiu dizendo que reconhece o momento delicado, “mas sei de que temos um pensamento em comum sobre os caminhos do PSDB no Maranhão. Estão tentando desfazer essa trilha. Não faz sentido um partido como o nosso, nascido na social democracia, falar em intervenção”.

Para o secretário, uma intervenção seria prol de alguém que já foi do partido e o deixou por interesse próprio, “foi expulso do partido onde estava e agora quer voltar para o comando do nosso partido passando por cima de todos nós. Agora é o momento de união e de mostrar para o restante do país que aqui o PSDB caminha junto e não vai aceitar qualquer decisão tomada por pessoas que desconhecem a nossa realidade local”, disse ele numa referência ao senador Roberto Rocha.

Pinto Itamaraty, que é suplente de Roberto Rocha, também foi categórico ao considerar que, na política, alguns pontos devem ser levados em consideração. “Neste momento, as afinidades não devem levadas para o campo pessoal. Tenho boas relações com todos no partido, mas entendo que a maioria reflete o desejo sincero de permanecermos em nosso projeto, na mesma aliança firmada em 2014”, ponderou.

Carlos Brandão encerrou o encontro desfazendo as suposições de que deixaria o partido sem lutar por ele. “Este é um momento de muita especulação midiática. Dou a certeza de que o nosso partido, hoje, está estruturado, preparado para continuar as ações que tem planejado desde 2014. Trabalhamos pelo bem do Maranhão e não desistiremos de nosso propósito. Quem quiser a direção do partido que concorra ao cargo legitimamente”, afirmou Brandão.

 

 

Compartilhe
Editor chefe da Revista e do site do Maranhão Hoje. Sócio-proprietário da Class Mídia – Marketing e Comunicação